Gray Island Bulba RPG :: Topsites Zonkos - [Zks] ::
versão do sistema: 8.1

Pages: (3) 1 2 3  ( Go to first unread post )
responder
novo tópico
fazer enquete

 O despertar da Fera
mateusfh
 Posted: Jun 18 2017, 04:28 AM
citar


mateusfh




30 posts

Ficha

mateusfh is Offline

Aventureiro





Mais uma vez, ao abrir os olhos, Klaus refletia sobre o mundo em que vivera, imaginando todas as futuras aventuras que ele poderá lhe mostrar. Porém, logo volta a realidade, um jovem Mink que nasceu na ilha de Zou, filho de Zeth, um ex-pirata e considerado por muitos como um lobo alfa e de Akira, uma Mink Loba que foi levada por uma doença durante o início da adolescência de Klaus, deixando-o aos cuidados de seu pai, que foi o pilar de toda sua instrução e educação, ensinando-o todas as habilidades, instintos e aptidões necessárias para um Mink Lobo sobreviver sozinho pois temia que o destino também o levasse.

Durante sua infância, se mudou para Nazca com seu pai e foi lá, nas suas florestas, que se identificou com o seu instinto animal e aprimorou tudo o que lhe foi ensinado. Atualmente, Klaus ainda situa-se na ilha, um local que o agrada e que satisfaz todas suas necessidades fisiológicas. Por ser um caçador, está acostumado com esse ambiente e com a liberdade, és um solitário, não por opção, mas que a vida o deixou assim...

Um dia...

Bem que eu poderia estar em Zou, tenho saudades daquele lugar, na verdade tenho saudades de muitas coisas.. Não posso esquecer as aventuras e as paisagens daquele lugar...

"Ahh que droga!! Estou com fome e ainda não tenho nada pra comer, acho que vou procurar algo... será que encontro algum coelho pela floresta?!? Até um frango iria bem.. Só de pensar é de dar água na boca!!! "




Legenda: Narração
Pensamentos
"Falas"
Alta Relevância



This post has been edited by mateusfh: Jun 18 2017, 04:29 AM
mp
^
noirdesu~
 Posted: Jun 25 2017, 10:05 PM
citar


noirdesu~




254 posts

Ficha

noirdesu~ is Offline

Inativo




O despertar da fera
#1 - A ilha de Nazca

Amanhecia mais uma vez como qualquer outro dia na vida de Klaus, não apenas na vida de Klaus mas também como na vida todos ali presentes na ilha. O sol como quem não quer levantar, subia lentamente pelos céus até atingir seu pico máximo e acordar o mink. Raios de sol passavam suavemente por entre as folhas das arvores ali presente e com o incomodo da luminosidade Klaus era obrigado a acordar. Em meio a floresta o jovem se sentia a vontade como se estivesse no quintal de sua própria casa e estava na hora de tomar seu café da manhã.

Andando por meio da floresta ele procurava algo para se alimentar, o alimento que vinha a sua mente era frango que fazia automaticamente sua boca salivar ao ponto de quase babar. Voltando seu foco aos seus arredores percebia movimentos sutis por toda a parte, de fato havia muitos animais selvagens espalhados pela ilha porém qual estratégia usaria para achar, rastrear e capturar sua vítima. A pergunta ficava no ar, enquanto os outros animais diurnos se levantavam aos poucos, um a um;

notes:


--------------------
mp
^
mateusfh
 Posted: Jun 26 2017, 02:54 AM
citar


mateusfh




30 posts

Ficha

mateusfh is Offline

Aventureiro





Klaus acordara feliz, não porque dormiu bem mas sim pois estava em "casa". Em seguida procurava alimento na floresta, conseguia perceber muitos movimentos sutis ao seu redor e o Mink sempre usava seus instintos animais para reconhecer suas presas e sua furtividade para armar ataques surpresas , executando sempre ótimas caçadas.

Klaus andava pela floresta e pensava na tática de caça ...

Hm.. Tenho duas adagas, mas só consigo realizar ataques corpo a corpo, acho que minhas garras usando o Electro seriam mais efetivos em um ataque surpresa... Mas não tenho visão dos animais, vou tentar subir em alguma árvore alta e analisar as criaturas por lá, se der sorte eu avisto alguma, só tenho que ficar furtivo e deixar meus instintos me seguirem, depois vou seguir minha presa até encontrar alguma chance para atacar... um ataque silencioso é o mais efetivo..





Legendas: Narração
Pensamentos

QUOTE
Olá, obrigado por postar, gostei da sua narração, me empolgou muito kkk, como me saí dessa vez??


This post has been edited by mateusfh: Jun 26 2017, 03:07 AM
mp
^
noirdesu~
 Posted: Jun 27 2017, 03:49 PM
citar


noirdesu~




254 posts

Ficha

noirdesu~ is Offline

Inativo




O despertar da fera
#2 - Necessidades diárias

Em meio a densa floresta o mink se encontrava cercado por vida, já com um plano formado em mente ele subia sem muitas dificuldades em uma arvore a pouco centímetros de onde se encontrava.. Conforme subia a vegetação começava a ficar menos fechada e aos poucos conseguia ver o que realmente se encontrava a sua volta. Sem muitas surpresas imensos territórios de vegetação virgem o cercava , caracterizadas por sua vegetação baixa como gramíneas e algumas arvores de porte variado. Porém o que mais chamava a atenção era as grandes variedades de ruínas seguidas uma pela outra, resquícios de uma antiga população.

Agora em um local mais alto podia voltar seu foco a caça de algum alimento. Já se percebia de cara a variedade de espécies de animais ali presentes. Alguns passaros voando ao horizonte acompanhadas pela suave brisa do mar. Outros animais terrestres de pequeno porto se escondiam em sua tocas enquanto os maiores pastavam tranquilamente. Agora só restava escolher sua "vítima"

notes:

mp
^
mateusfh
 Posted: Jun 28 2017, 02:07 AM
citar


mateusfh




30 posts

Ficha

mateusfh is Offline

Aventureiro






O jovem lobo era um Mink talentoso e com sorte, pois mesmo em uma densa floresta notou inúmeros animais ao seu redor após subir em uma árvore perto, seria o destino dando a Klaus uma chance de se alimentar?

Consigo escutar vários animais ao meu redor, hoje é um ótimo dia para caçar, não sei se um muito pequeno me saciaria, mas acho que um coelho, frango, esquilo ou uma paca já estaria bom, acho que vi alguma coisa ali no arbusto se mexendo, espero que seja um deles, mas sendo suculento eu também já ficaria satisfeito..

Sem demora, Klaus desce devagar da árvore e vai se aproximando lentamente do arbusto, tentando ser imperceptível a um possível animal que estaria lá, assim, após descobrir qual criatura encontrara, tentaria executar um golpe surpresa com com o Electro e suas garras, caso fosse uma que o agradasse.




Legendas: Narração
Pensamentos

This post has been edited by mateusfh: Jun 28 2017, 02:07 AM
mp
^
noirdesu~
 Posted: Jun 28 2017, 10:28 PM
citar


noirdesu~




254 posts

Ficha

noirdesu~ is Offline

Inativo




O despertar da fera
#3 - Looking for food

Após terminar a análise dos arredores o mink já decide em suas próximas ações, descendo sem dificuldades da árvore na qual havia escalado. Suas características de lobo facilitavam bastante o processo. Sem delongas procurava por seu alvo, andando sorrateiramente floresta a dentro, procurando um arbusto no qual pudesse se esconder e ter uma visão mais clara de seu "alimento".

A poucos metros dali achava o que estava procurando, um arbusto com as qualidades o suficientes para conseguir cobrir praticamente seu corpo inteiro. Logo a frente um grupo de 4 patos andavam enfileirados, pareciam ser uma pequena família. Sendo o maior deles a frente liderando os demais. Com ótima paciência Klaus esperava por sua oportunidade, como era de se esperar de alguém experiente em caçadas. Os patos por sua vez pareciam alertas não facilitando o trabalho do mink porém uma brecha dará de surgir, antes ou depois.

Passados alguns minutos os patos seguiam seu caminho enquanto Klaus furtivamente os acompanha, logo a frente avistava um pequeno lago provavelmente para onde os animais estavam se encaminhando. Teria que armar uma estratégia e rápido pois assim que entrassem no lago suas chances de sucesso cairiam drasticamente considerando sua aptidão a água. O que faria Klaus diante de sua fome naquela situação.

notes:

mp
^
mateusfh
 Posted: Jun 29 2017, 04:21 AM
citar


mateusfh




30 posts

Ficha

mateusfh is Offline

Aventureiro





Klaus se aproximou lentamente do arbusto e, aos poucos, pôde notar que do outro lado havia uma família de patos, estes que eram liderados pelo maior deles.

Hm.. Veja oque tenho por aqui... uma família de patos! Esse maior parece ser o líder, ele parece ser o mais forte deles, acho que pelo tamanho apenas ele me saciaria. Não irei atacar agora, vou esperar um pouco e segui-los até encontrar uma chance melhor! Espero que não notem minha presença..

Klaus seguiu a família de patos até avistar um pequeno lago a sua frente, logo, o jovem Mink percebeu que sua chance era pequena caso todos entrassem na água.

Dessa maneira, Klaus iniciou seu ataque correndo velozmente em direção a família e, quando estava próximo dela gritou:
Saíam do meu caminho!! Só quero o seu líder!!

O jovem lobo queria que os patos pequenos saíssem de seu caminho, caso não acontecesse, ele jogaria uma de suas adagas na direção dos mais novos, tentando assustá-los e afastá-los enquanto saltaria na direção do maior e utilizaria o Electro para executar um ataque mortífero no pescoço do animal.

Se o pato maior ou toda a família conseguirem correr e entrar no lago, Klaus se aproximaria da beira da água e utilizaria o Electro para tentar impossibilitá-los de se locomover. Após isso, o predador iria atrás de sua caça (apenas o maior) para retirá-lo da água e finalizar o ataque com sua outra adaga.



Legenda: Pensamentos
Falas
Narração
QUOTE
Olá, primeira vez que narro uma ação de combate, fui bem??Onde posso melhorar?
mp
^
Askins
 Posted: Jul 5 2017, 02:40 PM
citar


Askins




82 posts

Ficha

Askins is Offline

Inativo




Narração


O grande lobo, apesar de experiente caçador, aparentemente não dispunha de muita confiança. Por quase dez minutos acompanhou uma pequena família de patos selvagens na borla do bosque que escolhera para ser lugar de seu desjejum daquela manhã. Não eram exatamente adversários que valiam a preocupação de um lobo como ele.

Mesmo assim, talvez para não chamar atenção de demais predadores concorrentes, Klaus optou por uma aproximação furtiva. Foi um verdadeiro alvoroço quando ele saltou de seu esconderijo sobre os indefesos animais. Urrando palavras ininteligíveis para simples patos, ele afasta os pequenos filhotes, correndo em debandada em puro desespero quando a escura criatura aparecia sobre eles. Alarmada, sua mãe - a pata de maior dimensão - começa a grasnar desesperada, correndo não em direção ao lago, mas de seus filhotes, desesperada em agonia por salvar sua prole assustada.

Não que qualquer fuga pudesse ser possível. Patos são lentos em terra; ao menos, muito mais lentos do que um lobo em tamanho humano. A pobre mamãe nem mesmo se deu conta de quando a potente pata acertou-lhe o pescoço. Klaus nem mesmo teve tempo de descarregar o Electro, pois suas unhas penetraram fácil na pena e carne macia do pescoço da pata, praticamente arrancando a cabeça do pobre animal de um único golpe, atirando-a ao chão com o impacto. Os filhotes dispersaram, assustados e fazendo estardalhaço com seus "quacks" agudos e infantis. Perdidos, corriam cada um em uma diferente direção, nenhuma levando ao lago - cedo ou tarde, virariam o café da manhã de algum outro predador. Provavelmente cedo.

A presa de Klaus encontrava-se agora a sua frente. As garras do Mink encontravam-se empapadas de sangue quente, que respingara até mesmo em seu focinho. A pobre pata, convulsionava no chão, em últimos espasmos de sua vida. A cabeça meio decapitada pulava grotescamente, presa por apenas metade do pescoço, espalhando sangue num pequeno pântano vermelho que formou em torno de si na macia terra da margem do lago. Um som de gargarejo vinha de sua goela cortada enquanto o sangue borbulhava dali. Levou quase um minuto para que a agonia do animal terminasse e ele finalmente ficasse inerte. Sem vida, esperando por ser devidamente devorado.

======

Off.: Sua narração é bem ok, cara. Mas isso nem se quer se caracteriza como um combate, é um PATO! ashaushasuhsauh.

Mas enfim, te pedir o favor de, no teu próximo post, por em off os teus objetivos pra aventura, que duvido muito que fosse simplesmente tomar um café da manhã.

--------------------
mp
^
mateusfh
 Posted: Jul 5 2017, 06:53 PM
citar


mateusfh




30 posts

Ficha

mateusfh is Offline

Aventureiro






Klaus era um bom caçador, considerava-se um caçador experiente, porém tentava não subestimar seus oponentes, sempre alerta para futuros imprevistos e situações perigosas. Porém, seu ataque fora um sucesso, conseguiu aproximar-se dos patos e desferir um golpe no maior deles, este, agonizou até morrer.

Consegui! Agora vou me alimentar e aproveitar para seguir meu rumo!! Queria muito voltar a minhas origens (Zou) e, me animo cada vez mais, pensando em todas as aventuras que estão por vir...

O jovem lobo pensava em seguir seu caminho após a refeição, iria tentar ir para Inala, local que contém o único porto existente em Nazca. Iria em busca de dinheiro procurando trabalhos mercenários, como um Caçador de Recompensas ou realizar roubos e furtos para alguém que o pagasse bem, visando juntar dinheiro e ficar perto do cais esperando uma oportunidade para ir à Grand Line.


Legenda: Narração
Pensamentos


QUOTE
Olá, me instiguei muito contra o PATO kkkkk
Ainda não desenvolvi muito meus objetivos, futuramente pretendo entrar em alguma tripulação pirata, ainda não sei bem, mas agora queria começar como um Caçador de Recompensas e ser reconhecido, quero juntar dinheiro para viajar rumo a Grand Line, o objetivo principal do meu personagem agora é treinar para ser forte e reconhecido como um CR e chegar em Zou, a ilha onde nasceu.
mp
^
Askins
 Posted: Jul 6 2017, 11:17 AM
citar


Askins




82 posts

Ficha

Askins is Offline

Inativo




Narração


Sangue fresco ainda escorria pelos cantos das fortes mandíbulas de Klaus quando este terminou sua refeição. Penas de pato estavam presas em vários lugares aqui e ali em seus pelos , e um curto acesso de espirros se acometeu sobre ele devido as plumas em torno do focinho. A cena poderia ser engraçada, não fosse o sangue manchando o pelo, enquanto plumas e penas voavam pelos ares a cada espirro. Mas estava feito, o grande lobo terminara sua refeição. Agora, aos assuntos do dia!

Endireitando as costas e decidido a conseguir um caminho de volta as origens, o nativo do novo mundo virou-se para oeste, na direção de Inala, a cidade daquela antiga ilha. O único lugar em toda a Nazca onde poeria ter chance de iniciar sua jornada de volta as origens.

Entretanto, o jovem Mink sempre morara na floresta e as densas matas que cercavam as ruínas de antigos povos eram locais fáceis de se perder. Fazia muito tempo desde que seu pai o trouxera para aquela ilha, e as trilhas na mata já haviam se modificado drasticamente com o passar dos anos. Será que ele se lembraria do caminho até a costa oeste, onde a cidade o esperava? Será que não se desorientaria no meio do caminho, quando o sol já não fosse tão bem visível acima da copa das árvores para que ele pudesse definir em que direção caminhava?

Além disso, era um longo caminho a percorrer. Cheio de ruínas antigas e animais selvagens tão ferozes quanto ele próprio, que gostavam de morar nelas. Aquela seria a primeira viagem solo de Nicklaus D. Yrick e ele precisava mostrar do que era feito.

======

Off.: Certo, já tenho uma boa aventura em mente pra ti, iremos nos divertir! Hahahaha. Só lembre-se de uma coisa: não narre que encontrou a cidade, eu vou decidir quando isso aconteceu. Teu objetivo agora é dar um jeito de conseguir seguir pra oeste - mais precisamente, noroeste.

Mas o Klaus não se lembra que está mais ao sul do que ao centro da ilha, então possivelmente sua rota será para o oeste - se conseguir definir onde é o oeste.

Que os jogos comecem!
mp
^
mateusfh
 Posted: Jul 6 2017, 12:27 PM
citar


mateusfh




30 posts

Ficha

mateusfh is Offline

Aventureiro





Nicklaus decidiu começar sua travessia, iria aproveitar que o sol não se pôs e tentar ir rapidamente para a costa Oeste da ilha.

Como era a costa Oeste? Moro nessa ilha a tanto tempo que devia saber isso facilmente, mas faz muito tempo desde que desembarquei naquele porto.

"... o nativo do novo mundo virou-se para oeste, na direção de Inala..."


Sei que de acordo com a posição do sol, se eu seguir por aqui devo chegar lá, mas é bom verificar minha posição, irei marcar um Y ,apontando sempre para o Oeste, a cada 5 árvores que passar ou se a distância entre elas for maior que 20 metros. Caso me perca é só achar os Y e seguir a trilha. Devo ficar sempre alerta, não conheço essa região e quem a habita .. Vamos lá!!





Legenda: Narração
Pensamentos

QUOTE

Olá, só falei de Inala pois fui no tópico de Nazca e vi que o único porto existente era em Inala, logo foi lá onde Klaus desembarcou, por isso ele já sabia..
Estou animado com a aventura ^^



mp
^
Askins
 Posted: Jul 6 2017, 02:32 PM
citar


Askins




82 posts

Ficha

Askins is Offline

Inativo




Narração


O início da caminhada foi bastante fácil. A parte do bosque em que se encontrava - esta próxima ao lago onde tomara o café da manhã - tinha as copas das árvores ainda bem separada, deixando o sol bastante visível e facilitando ao jovem lobo a traçar sua rota para o oeste.

A cada cerca de cem metros que ele caminhava, porém, a mata se adensava. Árvores grandes se tornavam mais próximas umas das outras e suas grandes copas começavam a formar um grande toldo verde. A luz do sol ainda entrava com bastante facilidade e o caminho estava bem claro.

Mas em compensação, não era possível ver direito a posição do sol, sendo difícil definir a direção que levaria para o oeste. Mas seguiu seu plano, tentando manter uma linha reta no trajeto e, a cada certo número de passos, marcando árvores para achar seu caminho de volta, caso se perdesse. Infelizmente, porém, essa tática não permitia a ele saber se seguia na direção correta, já que não dava informações sobre as direções a frente.

Por algum tempo ele pode manter o rumo mesmo assim, mas em breve as massas de árvore, arbustos, colinas e cavernas começaram a forçar desvios em seu caminho, e corrigir a rota para voltar a sua "linha reta" na direção oeste. Após algumas horas, seu curso havia se desviado vários graus em relação ao oeste, estando invés disso, direcionado praticamente para o norte.

No entanto, ainda não havia como Klaus perceber o grande desvio que tivera em seu caminho. Mesmo porque, haviam problemas maiores a lidar pois, neste momento, algumas centenas de metros a sua frente, a paisagem mudava de forma estranha. As grandes árvores começavam a dar lugar a enormes paredes de trepadeiras e musgo. Um cheiro estranho tomava o lugar daquele clássico aroma de folhas. Algo mais seco, estranho. Formas que ele nunca tinha visto em vegetações se apresentavam, como uma estranha árvore que mais perecia um "?" verde de samambaias entrelaçadas naquele formato. Os sons haviam mudado também. O canto de pássaros e tradicional barulho de vegetação se deslocando que ele costumava ouvir sempre que andava pela floresta, era substituído por um agourento silêncio. O que estava acontecendo?

Foi só então que o jovem Mink percebeu: aquele "?" na verdade não era uma árvore e sim, um portal de pedra em arco que havia quebrado pela metade. Uma pequena parte cinza ainda podia ser vista em sua extremidade mais alta, que não havia sido coberto pela vegetação. Os enormes paredões de musgo e trepadeiras, eram na verdade paredes de rocha, cobertas pelos longos anos de abandono.

Ele havia acidentalmente chegado a uma das ruínas da ilha, um enorme templo piramidal coberto por musgo, trepadeiras e samambaias, com uma porção grande de ruínas menores em torno deste - arcos partidos, colunas quebradas, caminhos de pedra com veias de grama.

Klaus se lembrava do que seu pai lhe dissera sobre as ruínas da ilha. Suas "cavernas artificiais" - salões antigos de reinos esquecidos - serviam de moradia para grandes bestas e animais antinaturais. Tigres enormes, ursos sanguinários. E também eram imã para a fera mais perigosa no mundo: exploradores. Eles com frequência confundiam Minks como Niklaus pelas feras que seu pai descrevera, atacando-os sem piedade.

O que ele faria? Agora ali, havia uma clareira, e ele podia ver o sol e o quanto havia se desviado de seu rumo. Talvez do topo da pirâmide pudesse ver sobre a floresta, encontrar um rumo para a cidade. Mas ele se atreveria a entrar naquelas ruínas e correr o risco?

=======

Off.: Sim, sim. Tu com certeza conhece. Só disse que talvez não lembrasse perfeitamente do caminho. Porque ficou todos esses últimos anos morando longe da cidade e tal. Só isso. =]

Imagem de Referência

Obs.: Tu estás perto do "great ball court", ele é a primeira parede de musgo que tu viste, bem extremo superior esquerdo da imagem. Ali na rosa dos ventos, onde ta "N", interpreta como "O" (de oeste). Não manjo de edições de imagem pra deixar de uma forma decente, hahahaha. Qualquer dúvida, manda ibox antes de postar




This post has been edited by Askins: Jul 6 2017, 05:15 PM
mp
^
mateusfh
 Posted: Jul 6 2017, 10:50 PM
citar


mateusfh




30 posts

Ficha

mateusfh is Offline

Aventureiro





Klaus tinha um plano em mente, algo muito simples, pois tinha muitas falhas. Dessa forma,ele mudou sua rota sem perceber e, só percebeu, ao chegar em uma das ruínas da ilha.

O que é isso? Onde estou? Isso não é na costa Oeste. Esses enormes paredões com muito musgo devem ser templos antigos dessa ilha. Lembro de meu pai falando sobre o perigo delas, devo voltar? Não vou voltar!! Sei que os perigos me aguardam, mas também quero ser perigoso, lembro da frase do meu pai:
Filho, já vivi e consegui tudo que quis na minha vida, já fui forte e um Pirata renomado, conheci lugares que poucos viram, andei ao lado de grandes homens, fui caçado e cacei muitos. Quero que você vá viver sua aventura, uma maior que a minha, quero ouvir seu nome voar no vento por todo o Oceano para eu mostrar a todos o grande homem que você é. Tome essas adagas e um pouco de dinheiro e siga seu caminho!!
Não irei voltar!! Se tudo o que eu tenho não for suficiente para passar aqui, não mereço chegar perto da Grand Line!! Irei subir essa pirâmide e meu nome irá chegar aos céus!!


Assim, o jovem lobo se incentiva com as lembranças de seu pai e vai desbravar o desconhecido território, segura suas adagas firmemente, vai andando lentamente pelas sombras das grandes construções para tentar não ser reconhecido e mantém-se alerta para possíveis ataques surpresas


@Askins

Legendas: Narração
Pensamentos
Falas

Off: Hm.. Gostei de ver, fiquei pensando muito tempo com essa sua postagem, vamos ver oq vem por aí kkkk

This post has been edited by mateusfh: Jul 7 2017, 02:02 PM
mp
^
Askins
 Posted: Jul 7 2017, 08:24 PM
citar


Askins




82 posts

Ficha

Askins is Offline

Inativo




Narração


O grande canino percebe a situação em que está. Mas mesmo com receio, sente a empolgação tomar conta de si. Afinal, seu pai lhe dissera que queria que ele vivesse as próprias aventuras - e o que era essa sensação de perigo e desconhecido, se não a primeira de todas elas? Ele não iria decepcionar!

Esgueirando-se pelas paredes cobertas de trepadeiras, ele avança lentamente para dentro da clareira. Ali ele nota que o que antes pensava ser apenas a grande pirâmide central, na verdade era um grande complexo de prédios em ruínas, com paredes esverdeadas pelo mofo, musgo, liquens e trepadeiras. O chão, uma colcha de retalhos de antigos calçamentos de pedra, já muito desgastada e lisa, flores silvestres, ervas daninhas, capim, musgo e muitos liquens. Mas estranhamente, nada que fosse mais alto que suas canelas. Aquela clareira enorme era como uma cratera em meio ao coração verde da floresta. Deveria ser frequentemente usada como refúgio por algo - ou rotineiramente visitada por exploradores.

Ele prossegue, lentamente, buscando cobertura próximo de uma pirâmide menor do que aquela no centro das ruínas. Seus instintos lhe avisam de que há algo ali. Que agir de forma inadvertida seria tolice. Toda a cautela era pouca na mente de Klaus. Ele estava correndo risco. Grande risco. A seus ouvidos, poucos sons chegam. Isso deveria deixá-lo nervoso. A floresta nunca é silenciosa. Mesmo a noite, os animais de hábito noturno saem para caçar; sempre a folhagens se mexendo. Ali, naquela vegetação rasteira, mal o som das árvores ao vento ele escutava. Tudo parecia ser engolido por um silêncio respeitoso e solene.

No que toca os aromas, seu focinho podia detectar algo além de pedras e vegetação. Mas não era um cheiro localizado. Estava por toda a parte. Alguma coisa andara marcando território ali - ou algum grupo grande de "coisas" andara por ali recentemente - não era possível saber com certeza. Ele avança um pouco mais.

Na parede do templo menor, trincas e rachaduras se espalham por todos os lados. Buracos grandes o bastante para ele pôr o braço. De um deles, uns quatro metros acima da cabeça do Mink, e uns dois a frente, uma coisa viscosa começa a sair. Uma grande serpente, com uma cabeça tão larga quanto o punho dele fechado, o corpo grosso como um braço. A língua bifurcada prova o ar, enquanto a grande cobra serpeia parede abaixo em direção ao inadvertido viajante.

Ela é silenciosa, e os anos vivendo naquele lugar fizeram com que sua pele úmida adquirisse os cheiros das pedras e plantas. Uma caçadora furtiva e letal, descendo ao encontro de sua presa que ainda estava preocupada olhando para o centro das ruínas.

Tudo que o jovem lobo sente é uma forte mordida no ombro, quando a grande cobra salta sobre ele. Pode sentir estranhos espinhos fincando-se em sua pele. Estranhamente, eles não parecem ser presas, e mal dor ele sente, é mais como uma fortíssima mão agarrando seu ombro. Imediatamente a serpente tenta enrolar-se em sua presa. O peso do ataque surpresa do animal derruba Klaus ao chão. O que o assustado lobo fará agora? Ele sabe que estas cobras com presas "de agarrão", derrotam suas presas com mortais abraços. Ele precisa se livrar daquilo!

=======

off: Não te preocupa, não foi causado dano nenhum, como narrei, é como se uma mão muito forte tivesse segurando teu ombro, enquanto a cobra tenta se enrolara em ti. Tu tá um pouco surpreso, não esperava por aquilo. Quero ver como tu te vira numa situação "de perigo".

Imagem de Referência

Obs.: Tu estás agora próximo ao "Temple of Jaguars", foi de um buraco na parede dele que a serpente saltou em ti. Agora, vamos nos divertir!
mp
^
mateusfh
 Posted: Jul 8 2017, 04:59 AM
citar


mateusfh




30 posts

Ficha

mateusfh is Offline

Aventureiro





O filho da ilha de Zou andava atento a qualquer movimento suspeito em seu caminho, mas notou uma certa diferença no ambiente ao seu redor, a floresta estava muito silenciosa e isso o alarmava.

Quase consigo escutar meus passos no solo, nunca presenciei um ambiente desse tipo aqui, o que está acontecendo?? Parece até que a floresta está morta!!

Que cheiro é esse? Com certeza algo passou por aqui e deixou sua marca, bem que meu pai falava dos monstros que habitavam essa região, devo me preparar para o que está a vir.

"Tudo que o jovem lobo sente é uma forte mordida no ombro, quando a grande cobra salta sobre ele. Pode sentir estranhos espinhos fincando-se em sua pele."

RRRRGGG MAS QUE DROGA É ESSA?? Solte meu ombro sua lagartixa!!!

Enquanto Klaus foi surpreendido com o golpe da serpente, derrubando-o e tentando agarrá-lo, ele pretende contra-atacar com suas adagas perfurando o corpo da serpente e usando a queda e o peso do seu corpo para rasgar sua pele em cortes transversais.

Caso não consiga transcorrer como desejas e a víbora consiga enrolar no seu corpo, o jovem e corajoso Mink tentará descarregar uma rajada do Electro para paralisar a serpente e tentar se soltar, mesmo que o golpe também o cause dano.


Lengendas: Narração
"Citação"
Pensamentos
Falas
Destaque

@Askins

QUOTE
Eita, gostei da narração, até eu me surpreendi kkkk Fiquei até agora para responder, não conseguiria dormir sem responder kk Vamos ver no que dará...


This post has been edited by mateusfh: Jul 8 2017, 05:02 AM
mp
^
1 User(s) are reading this topic (1 Guests and 0 Anonymous Users)
0 Members:

Pages: (3) 1 2 3 
responder
novo tópico
fazer enquete