versão 8.1

Pages: (3) 1 2 3  ( Go to first unread post )
responder
novo tópico
fazer enquete

 Efeito Borboleta
thalisontrm
 Posted: Sep 20 2017, 04:33 PM
citar


thalisontrm




106 posts

Ficha

thalisontrm is Offline

Avaliador




EFEITO BORBOLETA



Guerra em fim.
De caçador de monstros a fugitivo da marinha, e agora, alvo de ninjas...as coisas não poderiam está mais agitadas. Fugir não era muito a cara do Rag, mas precisou se manter na defensiva até então para proteger seus companheiros. Porém era a hora de agir.
Dizem que quando um animal selvagem está encurralado, seus instintos o faz desistir da fuga e partir para o ataque. Lutar até a vitória ou a morte. Resumindo:
A sobrevivência do mais apto. Parece uma boa hora de mostrar quem é o Predador.

Ragadash sente um acúmulo de emoções queimando em seu peito, não estava com medo, estava empolgado, uma boa batalha em fim.
Ninjas e Marinheiros? hahaha

- Venham todos de uma vez
- Ragadash falou em um impulso, cortando todos seus pensamentos e lhe trazendo para o agora.

QUOTE
"Estes são meus homens, Maxhio. Se deseja pedir algo, deve pedir a mim."


- Na verdade, Estes são MEUS homens, você tem o navio mas sou eu quem lidero as pessoas que vão lutar para mante-lo flutuando.
Em troca da proteção ao porto, Maxhio irá fazer os reparos necessários de graça e terá a ajuda do Garoto Kai. Você terá seu navio, eu e meus homens seremos pagos com a carona até L'arcan e eu cuidarei de pagar o Kai eliminando a ameaça das borboletas.

Temos pouco tempo e vamos ter que nos virar com ele. Podemos colocar armadilhas nas entradas do porto, preciso de alguém para cuidar disso, Koda, amigo, preciso que você analise o veneno, por favor. Arak e Arial preciso de vocês fazendo ronda pela saída marítima do porto, só vocês conseguem, mas tenham cuidado para não serem emboscados. Sr. Saturnz, também precisamos da sua colaboração, precisamos de pólvora e qualquer outra coisa que possa ser usado para fazer armadilhas ou armas, e os demais podem fazer ronda pelas galerias da caverna e ajudar nessas tarefas que eu falei.

Se houver objeções ou ideias, por favor, falem
- [Estrategista], [Controle de Multidões], [Liderança].


@Muffin @Cukito @Kaimon@Nelseta@VictorZechs@Berenaldojr

This post has been edited by thalisontrm: Sep 20 2017, 04:47 PM

--------------------
mp
^
Cukito
 Posted: Sep 20 2017, 05:40 PM
citar


Cukito




63 posts

Ficha

Cukito is Offline

Aventureiro




Inspirado pelo impulso de liderança que Rag demonstrou Koda se pôs atento ao que deveria ser feito e pensou no que seria melhor agora. Os ninjas serão de grande problema porém deveria focar no veneno, afinal os ninjas poderiam apenas jogar uma bomba venenosa dentro da caverna.

- Amostras, preciso de mais amostras - pensou em voz alta , virou para o capitão e disse - Eu tentarei fazer meu melhor com a madeira, mas seria melhor com a própria borboleta, ou o pólen - lembrou então do ninja morto e foi em direção ao corpo para revista-lo afinal poderia ter alguma pista ou informação. Caso ache algo relevante ele mostra ao grupo.

-Talvez os ninjas tenham sido vacinados contra o veneno, irei fazer testes com o corpo e sangue dele. Maxhio me mostre onde fica a mesa de química.

Koda então começa a trabalhar com a madeira roxa retirada do navio, e fazer testes com o cadáver do ninja, caso haja um numero insuficiente de amostra ele vai fora da caverna procurar por plantas infectadas, borboletas, ou o que chamar sua atenção, isso sempre com cuidado para não topar com nenhum inimigo.

Os objetivos com a pesquisa são: identificar e replicar o veneno, criar antidoto, e caso consiga replicar usa-lo durante a luta.

Usando: Concentração, Herbalismo, Frieza

--------------------
user posted image
mp
^
Berenaldojr
 Posted: Sep 25 2017, 02:41 PM
citar


Berenaldojr




47 posts

Ficha

Berenaldojr is Offline

Aventureiro




Saindo das sombras mas buscando não assustar ninguém, Doncy D'Lette se apresenta a seu capitão.

-Senhor Ragadash estou a suas ordens, mas lhe adianto que se houver algum ponto em que possa me postar, observarei a todas as direções, além de dar cobertura a aqueles que estiverem em campo, eu mais Mademosielle ficaremos a postos!

Termina de falar o Skypean ja olhando para o senhor Sr. Saturnz.

Mas no seu interior ele mantem-se alerta como se cada folha pude-se esconder mais algum ninja.
Doncy sabe que sua vigília será importante mas ainda assim todos terão fome, então sempre que puder estará preparando lanches e refeições regulares para a trupe.

Usando:Faro Aguçado; Visão Aguçada; Visão Periférica; Concentração;


This post has been edited by Berenaldojr: Sep 25 2017, 08:23 PM

--------------------
user posted image
mp
^
VictorZechs
 Posted: Sep 27 2017, 03:58 PM
citar


VictorZechs




40 posts

Ficha

VictorZechs is Offline

Aventureiro




ARAK ETTO'O
Arak meditava. Depois do incidente com Maxhio e o Ninja desconhecido sabia que não teriam ataques por hora.
Porém era uma calmaria antes da tempestade. Ele sabia que Zed e seus ninjas atacariam a quando menos esperavam.

Ragadash deu a ordem de que ele e Arial revezassem fazendo rondas aquáticas, caso Zed tentasse se aproximar pelo mar. Arak pensava em uma passagem de um livro que lera, e não conseguia parar de pensar naquilo.
A passagem do livro "Arte da Guerra" dizia "Se o inimigo deixa uma porta aberta, precipitemo-nos por ela". Ele não parava de pensar que deveriam atacaro esconderijo de Zed enquanto zed os atacava. Não precisariam de muito. Duas pessoas com boa mobilidade ja fariam o serviço de forma rápida. O problema era quem enviar para essa missão e se os demais aprovariam. Pensou também em preparar armadilhas para quando os ninjas chegassem, outra passagem que se lembrou dizia "Os que ignoram as condições geográficas - montanhas e florestas - desfiladeiros perigosos, pântanos e lamaçais - não podem conduzir o rumo da batalha". Tinham varias possibilidades ali, poderiam preparar varias armadilhas naquele lugar e virar a desvantagem a seu favor. Viu Ragadash e o convidou a ir falar com maxhio. Chegando la viu que o mesmo conversava com o Garoto chamado Kai. Pigarreou alto e se pronunciou:

- Então Maxhio, estava pensando, deviamos preparar armadilhas contra os ninjas, poderiamos com elas, diminuir a vantagem que eles tem contra nós. - Respirou e continuou - Na verdade tenho dois planos que podem ser úteis.Um deles é a o aproveitamento da área em que estamos e preparar certas armadilhas que dificultará com que eles entre aos montes e consigamos controlar. Vi que tem dinamites ai e elas podem causar um certo estrago casoelas explodam algumas pedras que estão na entrada. Isso alem de nos ganhar tempo poderia soterrar alguns ninjas antes deles nos encontrarem.

Arak olhou seriamente para os 3 para ver se estavam entendendo e continuou:

- Mas esse é o plano de defesa. O plano de ataque também usaríamos as dinamites... Precisaríamos de dois batedores rápidos para irem até o esconderijo de Zed, plantar as dinamites e aproveitar que eles estão nos atacando para explodir aquele maldito laboratório e acabar com essas borboletas venosas. Assim poderíamos dar cabo em dois problemas ao mesmo tempo. Mas quanto a construção das armadilhas eu não sei como faríamos, não sou nenhum especialista, mas acho que se todo mundo juntar os miolos um pouco poderíamos conseguir.

Durante a semana Arak iria dar continuidade ao plano dele caso fosse aceito e continuar com o pedido de Ragadash de fazer turnos de vigia maritimas com Arial. Iria instalar as dinamites nos pontos que achasse mais estrategicos para as explosões (esses pontos seriam discutidos com os 3 que estavam com ele naquele lugar).Desenharia um mapa e marcaria o lugar para que todos soubessem onde as armadilhas estavam plantadas.

Usando: Cartografia e Memoria Expandida para decorar o terreno

--------------------
mp
^
Kaimon
 Posted: Sep 27 2017, 05:46 PM
citar


Kaimon




91 posts

Ficha

Kaimon is Offline

Estagiário




"Mas que diabos? Guerra? Perai, eu sou só um ferreiro..."

Kai não conseguiu nem continuar seus pensamentos, pois Ragadash já bradava com Saturnz que aqueles eram seus homens e seu plano de defesa. Kai ficou em silêncio e evitando olhar para o homem loiro enquanto Ragadash falava, mas aquilo fazia sentido. O lobo não deixou rastro de dúvida sobre o que fazer, então era melhor seguir seu plano. Concluiu que poderia não ser o melhor em combate, mas a ídeia de colocar armadilhas para selar a porta de entrada eliminaria um ataque flanqueado dos capangas de Zed, e ele poderia ajudar nisso. Não sabia quanto tempo tinha, mas era o melhor a se fazer, e afinal, quem precisa dormir mesmo?

Arak mostrou um plano excelente de minar o lado de fora do porto, pondo dinamites em pontos estratégicos, e Kai sabia bem como fazer o máximo de explosão com o mínimo de dano ao terreno. Resolvido os passos a serem seguidos, cabia agora ao aprendiz de engenheiro definir o rumo daquela batalha. Ouviu tudo que Arak tinha a falar, e com um aceno, tomou a palavra:

- Vamos por a mão na massa então... Maxhio, tenho certeza que o senhor não vai se opor a e upegar qualquer material aqui pelo porto né? Eu preciso de algum comburente, pólvora, corda, e qualquer outra coisa que eu consiga achar por aí, com licença... - Kai parte então buscando qualquer aparelho que possa servir como gatilho para a armadilha que tinha em mente. A ideia era fazer um mini lança chamas que apontasse para a porta e que fosse ativado caso alguém externo abrisse a mesma. Ao mesmo tempo, tinha a ideia de fazer um propulsor que, após o lança chamas, arremessasse uma bola em chamas para o lado de fora da caverna, explodindo dinamites instaladas do lado de fora numa reação em cadeia e ajudando a diminuir qualquer número de oponentes do lado de fora. Seria fácil? Com certeza não, mas precisava ser feito e Maxhio poderia ajudar nisso.

- Maxhio, chega aí, deixa eu te contar meu plano, o que eu quero fazer é isso... - O garoto faz um esboço do lança chamas improvisado, mostrando passo a passo o que tinha em mente - E isso. - Mais uma vez demonstra em etapas como pretendia fazer o arremessador e como ele iria iniciar a reação em cadeia das explosões. Maxhio teria que fazer uma força muito grande para mudar a ideia do garoto.

Isso resolvia um problema, mas havia outro, o que fazer com a entrada pelo oceano? Era óbvio que não daria pra proteger todos os espaços, mas uma nova ideia surgiu na cabeça do jovem ferreiro, era preciso armar seus amigos e ajudar a protegê-los de qualquer perigo. Lembrou-se que um simples corte em Kensei fez com que ele ficasse de cama, então qualquer proteção que pudesse fazer nos próximos dias era melhor que nenhuma.

- Maxhio, também vou precisar de sua ajuda em outra coisa, essa caixa de coisa que você trouxe provavelmente vai ter muita coisa útil, então tô querendo fazer algumas coisas com elas... - Kai se aproxima da caixa e começa a pegar tudo que poderia ser útil, pedaços de metal, de madeira, vidro, peças de roupa e qualquer bugiganga que ele julgasse ser útil. A proposta era fazer itens para seus amigos, e já tinha em mente o que fazer para cada um.

Para ele mesmo, um segundo escudo, para Doncy, um óculos multifocal para aumentar sua precisão, para Arak, uma manopla que o auxilie em seu estilo de luta, para Koda, um jaleco folgado e cheio de bolsos, para Arial um par de luvas que o auxiliam a nadar e para Ragadash um par de tabakis para auxiliar na corrida.

As ideias estavam ali, o tempo era curto e a vontade de ajudar era muita. Hora de por a mão na massa e preparar aqueles homens para uma guerra que o garoto faz-tudo nunca imaginou participar.

Vantagens Utilizadas: Recuperação Espantosa: Beber café, Resistência ao Calor, Resoluto, Barganha, Lábia, Manha, Sobrevivência, Especialista em Armadilhas, Fome Suportável, Lenhador, Minerador, Sucateiro, Sabotagem

QUOTE
Itens

Nome: Broquel
Descrição: Um escudo anexado ao antebraço, facilitando assim o bloqueio de ataques.
Bônus: Resistência +1
Custo: 75000(-10%Ferreiro, sucateiro e lenhador)
Dono: Kai
SLOT: Braços

Nome: Óculos Bifocais
Descrição: Óculos que ampliam ou foca a visão do usuário em um ponto, aumentando assim o acerto de ataques à distância
Bônus: Acerto +1
Custo: 75000(-10%Ferreiro, sucateiro e lenhador)
Dono: Doncy
SLOT: Cabeça

Nome: Manoplas
Descrição: Braçadeiras que protegem o antebraço.
Bônus: Resistência +1
Custo: 75000(-10%Ferreiro, sucateiro e lenhador)
Dono: Arak
SLOT: Braços

Nome: Jaleco
Descrição: Um jaleco um pouco mais folgado do que usuário, dando a impressão de que seu corpo é maior, facilitando a esquiva. Ele também tem diversos bolsos internos, além de dois externos, para facilitar o transporte de pequenos itens que possam ser pegos com uma mão só
Bônus: Esquiva +1
Custo: 75000(-10%Ferreiro, sucateiro e lenhador)
Dono: Koda
SLOT: Tronco

Nome: Tabaki de caçador
Descrição: Uma espécie de sapatilha que deixa os dedos de fora, e dá mais apoio para andar por terrenos acidentados.
Bônus: Esquiva +1
Custo: 75000(-10%Ferreiro, sucateiro e lenhador)
Dono: Ragadash
SLOT: Pernas

Nome: Luva de nadador
Descrição: Uma luva impermeável que auxilia no uso de armas debaixo d´água.
Bônus: Resistência +1
Custo: 75000(-10%Ferreiro, sucateiro e lenhador)
Dono: Arial
SLOT: Braços

O dinheiro será usado dos 300k conseguidos na aventura anterior, com o restante necessário dividido igualmente entre os membros da tripulação.


Pronto @Muffin, editei o item

This post has been edited by Kaimon: Oct 24 2017, 01:58 PM

--------------------
user posted image
mp
^
Nelseta
 Posted: Oct 4 2017, 10:06 PM
citar


Nelseta




42 posts

Ficha

Nelseta is Offline

Aventureiro




Aquilo realmente estava tomando um rumo inesperado. Alguns dias atrás Arial estava percorrendo os mares, conhecendo seres marinhos e vivendo a vida de forma divertida, e agora estava à beira de um ataque de um dos vilões mais nefastos da ilha de Ouame. Seu sonho de visitar o Castelo do Imperador teria que esperar mais um pouco, seus amigos precisavam dele.

Ragadash deu o comando, e Arial se sentiu inspirado a cumprir aquelas ordens da melhor forma possível. O sireno só conseguia sentir orgulho de seu amigo e da posição onde ele se encontrava agora. As ordens eram simples, fazer vigilia pelo mar e ter certeza que nenhum ninja estava entrando no nosso santuário.

- Vamos lá, estou com vocês. Patrulho as primeiras 12 horas e você a segunda, tudo bem Arak?

E com isso colocou Presidente em seus ombros e saiu percorrendo os limites da caverna, esperando conseguir detectar qualquer intruso ou situação estranha.

Arial passaria os próximos dias assim, descansando e treinando Presidente em alguns truques quando não estivesse patrulhando.

--------------------
mp
^
Muffin
 Posted: Oct 7 2017, 02:45 PM
citar


Muffin




441 posts

Ficha

Muffin is Offline

Desenvolvedor




Efeito Borboleta

A Gangue do Lobo. Não era um nome oficial, talvez nem estivesse na mente deles ainda, mas era impossível negar que o grupo fortaleceu os grilhões que haviam entre si nessa semana que passaram no porto das pedras. Cada um tinha suas peculiaridades, cada um tinha suas características. Em um tempo de paz, eles poderiam ter feito uma grande e duradoura amizade... Mas tempos de paz, aqueles não eram.

Saturnz não gostou de como Ragadash lhe respondeu... Mas, em resposta, ele apenas voltou para o interior de seu navio. Joe suspirou como se tivesse desviado de uma bala por poucos centímetros, olhou para Ragadash com uma mistura de admiração e preocupação, mas logo se retirou de perto da tripulação, dando espaço para que eles pudessem começar o planejamento para a semana que viria... E os possíveis ninjas que viriam.

Ragadash trouxe as ordens dadas para o sexto. Apesar disso, todos os outros também tinham algumas outras ideias para melhorar o que deveriam fazer. O próprio lobo, subiu até o navio, onde teria os pedidos para a ajuda de Saturnz na defesa do Porto. O pirata estava lendo um quadrinho, quando ouviu o som dos passos do lobo subindo ao convés, ouviu os pedidos dele e lhe respondeu: "Há alguns barris de pólvora abaixo do convés", não tirou os olhos do livro enquanto falava. "Podem levar um deles.", o tom frio e estático do capitão pirata continuava igual a cada palavra que dava... Mas, ele também tinha um ar menos agressivo do que a primeira vez. Joe fez o trabalho de ir até abaixo do convés e trazer o barril para Ragadash, deixando-o no píer, onde o lobo poderia usá-lo como achasse melhor.

Koda, com os conhecimentos de biologia e química avançado em comparação aos seus companheiros, foi guiado por Maxhio até uma das construções de madeira que havia no Porto de Pedras. Um lugar mais arejado, um andar abaixo de onde o garoto viria a descobrir ser o quarto onde Maxhio dormia, ali era como se fosse um tipo de oficina, mas com um 'laboratório' no quarto mais ao fundo. Com tubos de ensaio, ferramentas e vários itens que poderia vir a necessitar, Koda poderia fazer o seu trabalho sem problemas.

O jovem médico, utilizando-se da amostra do barco de Saturnz e de uma amostra de sangue do ninja, foi capaz de chegar em algumas conclusões: Primeira, o sangue dele não parecia ser imune ao veneno, mas a quantidade era pequena demais para ter total certeza — o pólen em si era usado e fervido para ser criado o veneno em si. A segunda, era que o pólen tinha se penetrado na madeira em um nível bem poderoso, mesmo após ele raspar com um estilete o que conseguia, uma parte ficou 'manchada', como se tivesse pego um tipo de catapora.

Doncy, o mordomo franco-atirador, ficou com um dos trabalhos mais importantes: proteger os estômagos de todos no Porto! Fosse na cozinha, ou fosse com a sua arma. No primeiro lugar, ele era capaz de criar grandes pratos e enormes banquetes com não tanto em suas mãos — ensopados, refogados, grandes pratos.... Coisas que ele fazia como se estivesse fazendo uma reação natural, quase como se estivesse respirando. O lugar onde ele poderia fazer um 'ninho' ficava em uma pequena torre, onde Maxhio havia ficado uma parte do tempo com o seu canhão-de-mão, mas agora o barbudo havia cedido para o mordomo.

Em um dos dias que estava por lá, voltando da organização da cozinha (um bom cozinheiro sabia como arrumar o que bagunçava, foi uma das primeiras lições que veio a aprender), notou uma coisa que ainda não tinha visto no prédio da estalagem... Ela tinha um nome... "Rosk & Rollins", uma placa de madeira circular e envelhecida, escondida da luz e com letras quase apagadas pelo tempo.

O tritão, e músico, Arak ficou — junto de Arial — na proteção marítima do Porto para impedir que pudessem ter qualquer tipo de avanço pelo mar perante eles. Mas, como um erudito, o tritão tinha em mente coisas passando em um livro que leu há tantos tempos sobre um general de tempos atrás. Um livro de guerra... Uma coisa que, provavelmente, ele não teria pensado que iria usar tão ativamente em um momento da vida.

Com um barril de pólvora a disposição (grande o suficiente para fazer o homem-porco parecer que havia saído do mar por tanto suor), Arak foi capaz de montar as armadilhas de defesa como achasse necessário, apenas precisaria do lampião e uma pá para fazer montinhos de pólvora que poderiam ser interligados por diversos pavios e ligados ao mesmo tempo, no momento que fosse necessário.

Em uma situação inesperada, um lugar diferente e com pessoas novas, Kaimon focou-se no que sabia fazer de melhor: trabalhar. Com os longos ensinamentos de seu pai adotivo, o jovem ferreiro começou a trabalhar na criação de itens para ajudar os novos amigos — possíveis membros de uma futura tripulação? Talvez para o futuro...

Itens defensivos e ofensivos ficaram prontos ao longo da semana (vamos dizer que na ordem que você postou, Kai), um belo e útil presente do novo ferreiro que eles tinham como aliado. Maxhio mostrou-se um grande ferreiro e engenheiro também, mas conforme trabalhava junto de Kai, se mostrava muito rabugento falando coisas como "Não com tanta força, você vai estragar tudo ai, moleque!" a cada pequena falha que ele fazia, enquanto o pai e mestre dele era mais entendível e aberto em ajudá-lo. Ainda assim, os dois acabaram por passar uma boa parte do tempo juntos trabalhando... Apesar disso, apenas uma semana de trabalho não foi o suficiente para terminarem o projeto, as armas e ajudarem Arak na organização das armadilhas com pólvora.

A vigia pelo mar de Arial, tal como as de Arak, foram bem calmas. Eventualmente, viam alguns seres marinhos como arraias, cavalos-do-mar e até golfinhos — todos muito amigáveis com os dois seres do mar. Navios, viram apenas na distância, normalmente dando a volta na ilha em direção do porto de verdade de Ouame enquanto outros apenas seguindo viagem. Nenhum deles chegou perto demais, afinal, aquela parte da costa era rochosa e irregular, com grandes espigões de pedra saindo do fundo do mar e servindo de quebra-ondas (e possíveis quebra-cascos, se um navio desavisado chegasse perto demais.)

A coisa mais interessante que acharam ainda era aquele navio naufragado alguns tantos metros da costa, mas além do tesouro já recuperado deles, não havia nada além de coral, algas e corpos há muito limpos de carne pelos peixes que passavam entre as madeiras. Presidente, porém, estava adorando tudo aquilo — quando ele e Arial não estavam de vigia, ele ficava brincando por entre o píer do Porto das Pedras, na parte de dentro da caverna. Curiosamente, havia um esqueleto no fundo também, com as pernas presas em um bloco de cimento, uns nove metros abaixo da superfície, no ponto mais profundo da pequena baía secreta.

Apesar de todos os preparativos, o sétimo dia do grupo no Porto tinha começado como todos os outros, sem eventos, sem armadilhas ativas.... Sem nada de suspeito, além da própria inexistência de algo suspeito. Apesar de agora serem nove pessoas comendo, Maxhio não reclamou de suprimentos ou algo do tipo, em verdade, o barbudo parecia extremamente calmo com toda a situação — ou, assim aparentava...

Do lado de fora, o céu cinza mostrava que o tempo bom que haviam encontrado estava começando a chegar no fim, dando lugar para alguns ventos que uivavam entre a caverna e a falta de uma constante luz solar, o que os obrigava a usar de tochas no lado de fora dos prédios que haviam no Porto das Pedras. Mas com uma semana de preparação e pouca ação... O que a nova tripulação de Ouame decidiria fazer?


@Nelseta @Cukito @Kaimon @VictorZechs @thalisontrm @Berenaldojr

QUOTE
Hora de voltarmos a ativa, pessoal.

Vou manter a mesma programação que fazíamos: post toda a sexta-feira, ou quando todos postarem.


This post has been edited by Muffin: Oct 7 2017, 02:48 PM

--------------------
mp
^
thalisontrm
 Posted: Oct 8 2017, 04:55 PM
citar


thalisontrm




106 posts

Ficha

thalisontrm is Offline

Avaliador




Aquela semana foi tensa, muitas coisas deveriam ser feitas, muitas dúvidas para serem respondidas, preocupação de que o ninjas poderiam aparecer a qualquer momento e preocupação de o por que não terem aparecido até então.
No meio disso tudo Rag se manteve ocupado sempre ajudando seus companheiros em seus afazeres ou treinando para se fortalecer.
Em um momento precisou da ajuda do Sr. Saturnz e apesar da sua frieza, Saturnz não se negou a ajudar. Rag pensou por um instante que apesar de toda frieza e palavras duras, lá no fundo o Saturnz parecia ter um bom coração. Mas aquele não era o momento para se perder em pensamentos, então seguiu mantendo foco em suas próprias tarefas entregando o barril de pólvora para o responsável pela armação das armadilhas.

E nesse ritmo a semana se seguiu até aquele dado momento.

Rag em sua rotina seguia até onde cada pessoa estava para averiguar se tudo estava bem, se havia novidades e se precisavam de ajuda, era uma forma de ser manter atualizado sobre tudo que estava acontecendo no porto além de sempre poder ajudar onde precisavam dele.

Rag segue até onde o Garoto Kai estava.

- Ei Kai, como estão as coisas hoje? Precisa da minha ajuda em algo? Posso dar uma pata aqui caso queira. - Rag argumenta enquanto se aproxima do Garoto. Fica por um momento observando com olhos curiosos o que o garoto está fazendo tentando entender seja lá o que for e então continua.

- Sabe, estive pensando, teria como você começar os reparos no navio? Esses ninjas estão muito quietos até então, não sei se eles estão querendo que a gente se desespere e vá até as armadilhas deles. Tsc, bobagem, eles que venham até as nossas, hahaha ! - Rag tenta descontrair um pouco, mas continua a conversa.

- Estou farejando um plano mas preciso do navio, não é nada demais, mas, queria aproveitar essa falsa calmaria para dar inicio nesses reparos, você conseguiria isso pra mim por favor? -

Rag conversa um pouco com o Kai, espera para ouvir as resposta dele e após um tempo segue com sua rotina chegando a Maxhio.

- Bom dia Maxhio, como estão as coisas por aqui? Posso ajuda-lo em algo, além de que também preciso de um favor. - Rag espera ver se Maxhio necessita de ajuda em algo e então continua.

- Preciso de um mapa da ilha, por acaso você teria algum aqui? quero dá uma olhada numas coisas. Caso não tenha, com o seu conhecimento da ilha e meu conhecimento em cartografia, podemos desenhar um, basta você ir me descrevendo tudo que lembrar de cada lugar, além de que eu também já andei por algumas partes da ilha, isso ajudará na precisão das informações, mas já ter o mapa nos poupará esforços e tempo. - Rag então continua sua conversa com Maxhio tentando concluir seus objetivos antes de algum imprevisto acontecer.


@Muffin@Kaimon

This post has been edited by thalisontrm: Oct 8 2017, 04:57 PM
mp
^
Kaimon
 Posted: Oct 9 2017, 12:28 AM
citar


Kaimon




91 posts

Ficha

Kaimon is Offline

Estagiário




Aquela foi a semana mais prazerosamente difícil da vida do jovem ferreiro. Com a ajuda de Maxhio, Kai conseguiu desenvolver boa parte de seus planos, a ponto de conseguir um item para cada um dos seus novos amigos. Deixou as armadilhas por conta de Arak, já que ele era bem mais forte e poderia levar o grande barril de pólvora pra cima e pra baixo, mas o pensamento do lança-chamas preso à porta ainda rondava sua cabeça, talvez em outra oportunidade conseguisse conclui-lo, quem sabe.

Depois de dias sem dormir, descansou quase que por um dia inteiro, e agora estava pronto para começar mais uma maratona de forja e engenhosidade. Começou o dia com sua habitual grande caneca de café quente, e refletindo sobre o que ainda poderia ser feito. Foi até a forja improvisada, onde deixara Maxhio dando os toques finais nas manoplas que pensou para o tritão, e juntou-se a ele. Foram 6 itens em 6 dias, não poderia estar mais feliz com a atuação dele e de seu companheiro de forja, mesmo com as reclamações constantes.

- Bom dia Maxhio, tô de volta. E aí, tá tudo pronto? Podemos ir para a entrada preparar aquela armadilha?

Aproximou-se e ficou admirando o trabalho feito naquela semana. Enquanto observava os itens feitos, percebe Ragadash se aproximando e propondo ajuda. Com um grande sorriso no rosto, vira-se para o lobo arqueiro e mostra o trabalho feito.

- Que bom que você veio Rag. Olha, esses tabakis são seus, vai ajudar na mobilidade . Leva esses outros pro Joe e pede ajuda pra distribuir pro pessoal, o óculos é do Doncy, o jaleco do Koda, as luvas do Arial e as manoplas do Arak. Esse aqui é meu...

Kai pega seu novo escudo e coloca no braço esquerdo, testando a mobilidade e como ele ficou no braço. Enquanto isso escuta o líder lobo falando sobre a reforma no navio e sua ideia de plano utilizando o mesmo. Guarda seu segundo escudo nas costas, deixando de fácil acesso como o primeiro, e volta a dar atenção ao mink:

- Cara, isso não vai ficar pronto assim não... Tem que identificar a madeira ruim, remover, trocar pela nova... se pegou o esqueleto do navio vai dar mais trabalho ainda, vai virar praticamente um navio novo, mas eu posso ver o que posso fazer. Vou dar uma olhada na entrada de pedra e volto pra ver o navio, ok? Maxhio, te encontro daqui a pouco!

Kai vai então em direção à entrada. Pensamentos de gratidão pairavam na cabeça do garoto enquanto ele pensava em seu mestre, não sabia o que aconteceria se Mamorimaru não tivesse ensinado o ofício a ele, e sentia-se na obrigação de ajudar todas aquelas pessoas, principalmente quando estavam enfrentado o maior mal de Ouame. Chegando na porta, tentou identificar a ponta do pavio, e a partir dele tentou improvisar um acendedor para caso a porta fosse aberta por fora. Provavelmente os ninjas viriam em pequena quantidade abrir a porta, a maioria ficaria escondida de longe, bem onde Arak colocou as bombas, bem onde ficariam seus túmulos.

Quando terminasse tudo iria dedicar-se ao navio, sabia que levaria dias até o navio ficar pronto, talvez meses, mas não custava começar a olhar o que fazer, já que seu amigo pediu.

Referências de vantagens nesse tópico: Resoluto, Recuperação espantosa: Café, Mentor honrado, Altruísmo, Especialista em Armadilhas e Sabotagem.

QUOTE
Itens entregues aos donos, descontar dinheiro do prêmio de Arak e Arial, conforme combinado.
mp
^
Cukito
 Posted: Oct 11 2017, 02:32 PM
citar


Cukito




63 posts

Ficha

Cukito is Offline

Aventureiro




Foi uma semana trabalhosa para Koda, mas ao mesmo tempo muito gratificante afinal seu trabalho com o veneno rendeu bons frutos, ao que tudo indicava os ninjas não o antidoto no sangue, então ele pensou em usar o veneno contra eles. Agora deveria trabalhar na busca de um antidoto.

Ao receber o presente de Kai ficou em êxtase, um jaleco, alem de bem feito era bem bonito, então já o colocou e usou um de seus compartimentos internos para guardar um frasco com o veneno e saiu em direção aos companheiros para agradecer a Kai.


QUOTE
Criação de Itens - Consumíveis

Veneno - Preço base B$ 6000
mp
^
Berenaldojr
 Posted: Oct 11 2017, 03:42 PM
citar


Berenaldojr




47 posts

Ficha

Berenaldojr is Offline

Aventureiro




Após alguns dias de de trabalho arduo, trabalhando na vigilia e momentos de alegria, felicidade e descanso, fazendo as refeições do pessoal, Doncy começa a encrustar informações na sua cuca,

"Se a Rosk & Rollins é aqui, ou era aqui, alguém deve ter algum vestigio de suas receitas

Num dos seus momentos de folga procura pelo Sr. Santurnz e assim que o acha já o enche com uma enxurrada de perguntas parecendo uma criança ansiosa:

-Senhor pelo amor que tu tenhas em todas as dinvindades deste e de outros mundo, me diga, existe alguma receita do Rosk & Rollins espalhado por algum ponto deste lugar, sei que existem sopas maravilhosas que revigoram até o mais cansado dos homens, por favor me diga, sabes de algo?

Entusiasmado Doncy anseia por respostas positivas, e se encontrar estas receitas preparará o melhor banquete do mundo, mesmo que tenha de se esforçar para conseguir os ingredientes.
mp
^
Nelseta
 Posted: Oct 11 2017, 06:24 PM
citar


Nelseta




42 posts

Ficha

Nelseta is Offline

Aventureiro




A semana passara, e Arial se viu um pouco perdido nos momentos em que não estava patrulhando. Quando coincidia o tempo com Rag, divertia-se ouvindo as histórias dele, e contando as próprias, mas os outros estavam sempre muito ocupados para que o sireno pudessem os conhecer melhor, mesmo assim, já os considerava muito, já que estavam todos lutando por um mesmo ideal.

Decidido a ajudar o grupo, e sabendo que dali era o mais rápido, resolveu tentar averiguar as redondezas e fazer uma nova patrulha, observar o campo minado improvisado de longe para ter certeza estava tudo bem. Verificou seu tridente para ter certeza de que ainda estava afiado, Apertou as luvas que recebera mais cedo e saiu.

Presidente ficou animado ao saber que iria passear, mas ficou meio murcho quando soube que seu treinador tinha a intenção de ir pra terra firme, na semana que passara as rondas de Arial tornaram-se uma grande brincadeira de pega-pega.

- Vamos ajudar como podemos, Presidente, corrida até o fim da caverna? - Disse o rapaz, disparando por entre as águas, seguido de perto pelo polvinho azul de estimação.
mp
^
VictorZechs
 Posted: Oct 12 2017, 04:29 PM
citar


VictorZechs




40 posts

Ficha

VictorZechs is Offline

Aventureiro




ARAK ETTO'O
Arak recebera um presente e fica surpreso, fazia tempo que não recebia um. O garoto Kai havia feito manoplas para ele. Gostou bastante das manoplas, elas não impediam seus movimentos e com certeza lhe dava mais segurança em bloqueios. Esticou os braços e não sentiu incomodo, Otimo!, pensou. Agradeceria a Kai quando houvesse opotunidade mas naquele momento precisava se concentrar nas suas obrigações.

Tentara colocar as armadilhas nos melhores lugares possiveis. Tinha feito um pequeno reconhecimento dos arredores e desenhara pequenos mapas com os pontos de onde tinha colocado as armadilhas. Esses pequenos mapas seriam distribuídos entres os membros da tripulação e os aliados ali presentes para que todos tomassem cuidado com algumas armadilhas. Instruiu a todos que decorassem os mapas e depois os queimassem, evitando assim o vazamento de informações por entre os ninjas de Zed, caso alguem fosse capturado.

Encontrara com todos no jantar daquele dia. Era mais uma excelente refeição feita por Doncy. A noite caia e todos estavam menos tensos com o passar daqueles dias. Não por acreditarem que Zed não iria os atacar mais, mas porque sabia que todos se sentiam preparados para lutar quando fosse necessario.

Após um jantar cheio de conversas e historias Arak meditou e treinou por umas horas. quando terminou, se banhou e decidiu que era hora de agradecer Kai pelo presente. Entrou na forja onde esperou encontra-lo. Ia revisar os pontos onde colocara as armadilhas e ver se podia ajudar em alguma coisa, já que era a hora de Arial estar em patrulha. Entrou na Forja e já se pronunciou:

-Então Kai precisa de ajuda? vamos revisar o mapa aqui e ver se podemos colocar mais armadilhas. precaução é sempre bom



This post has been edited by VictorZechs: Oct 12 2017, 04:30 PM
mp
^
Muffin
 Posted: Oct 16 2017, 02:02 PM
citar


Muffin




441 posts

Ficha

Muffin is Offline

Desenvolvedor




Efeito Borboleta

Maxhio levou Ragadash até uma sala no segundo andar do armazém, um lugar um pouco estreito, com uma janela para o lado de fora, onde podia ver o navio, a baía e qualquer movimentação em volta do porto. Contra a janela contrária, aproveitando bastante da luz natural entrando pela janela, havia um mapa topográfico de toda a ilha de Ouame, com um pino vermelho exatamente onde eles estavam. O porto de Ouame ficava, exatamente, na extremidade oposta da ilha, delineado por desenhos no mapa, mostrando algumas das ruas e ruelas principais que traziam ali, além do grande palácio imperial delineado.

Não tão longe do pino vermelho que lhes definia, Ragadash notava que existia um área delineada no mapa e, logo acima dela, havia os dizeres 'Dojo das Trevas'. Ficava a leste dali, seguindo pela costa, construído em volta de algumas das colinas rochosas que faziam a parte mais ao norte da ilha. Agora naquela sala, já com o tabaki feito por Kai, o que Ragadash planejava?

Joe grunhe. "Vocês adoram ter o porco como burro de carga.", ele dizia, reclamando, mas não se negou de fazer aquele favor para Kai. O porco parecia ser bem reclamão, mas no fim, acabava por ajudar de qualquer forma. Ele passou por Arak, Arial, Koda e Doncy, lhes entregando os itens individualmente, apenas lhes avisando "Kai quem fez", antes de seguir o seu rumo.

O tritão e o jovem ferreiro começaram a fazer os acabamentos na armadilha, checaram os pavios, as bolsa de pólvora escondidas pela caverna e também se a umidade não seria um problema. Tudo estava perfeito, ou assim aparentava pelo menos, não era possível prever com total exatidão como a trupe de Zed iria avançar contra o Porto das Pedras — o que se podia dizer com exatidão, era que se fosse por ali... Eles teriam uma dificuldade.

Maxhio, que descia do armazém após levar Ragadash até lá, quase levou um susto com a aproximação de Doncy, mas ouviu tudo o que o skypeans tinha a dizer atentamente. Assim que ele termina, olha para o salão comum que usavam de sala de jantar e também de estalagem para passar as noites. "Ah sim, aquela placa. A Risk & Rollins era um velho casal de amigos meus, ambos cozinheiros, que saíram do Porto para ganharem a vida como tripulantes de uma tripulação pirata.", explicava. "A maior parte das coisas deles, eles levaram... Mas, eu ainda devo ter alguma coisa, espere aqui.", o barbudo se retira até o interior da estrutura, não se demorando a voltar com um livro de receitas que parecia ter algumas décadas de idade — mas grosso o suficiente para machucar um desafortunado que recebesse uma batida dele. "Esse aqui era o livro de receitas deles. Está um pouco acabo... Mas, pode ficar com ele se quiser, já decorei tudo o que tinha nele de qualquer forma.", entrega-o para Doncy, quase como que ignorando o valor que aquilo poderia ter para o cozinheiro!

Arial, com o seu sempre fiel companheiro Presidente, acabou por aprender todos os caminhos aquáticos da baía do Porto, tal como os caminhos por entre as rochas e o paredão que ficava em volta dela. Viu que a maior parte da vida marinha consistia quase exclusivamente de cardumes de peixes pequenos e eventuais arraias — todos muito educados com o jovem sireno. Acabou que, com Arak fazendo o trabalho nas armadilhas, Arial tinha que fazer a maior parte da vigia marinha, não que realmente fosse algo ruim. Ele até descobriu um túnel subaquático, que levava para dentro da caverna que o Porto era construído, mas muito mais abaixo, era escuro e o outro lado levava até um tipo de rio subterrâneo.

Com uma boa mão para desenho, com uma boa memória de como constituiu as armadilhas também, Arak distribuiu aos seus amigos um mapa improvisado com todos os lugares selecionados para a armadilha de pólvora. Considerando que o pavio que tinham não era muito grande, tiveram que colocar em lugares seletos em volta da entrada do Porto tal como pelo outro lado.

No jantar, o grupo se reúne uma vez mais, junto de Joe e Maxhio também (Saturnz, como sempre, residia no seu barco comendo lá e não saindo por quase nada). Apesar da calmaria e dos garotos estarem tendo até um tempo para se conhecerem melhor, Maxhio tinha a testa franzida e comia a deliciosa comida de Doncy como se ela fosse só uma lavagem. "Isso não está certo.", o seu comentário é tocado ao ar. "Fizemos todos esses planos de defesa, ainda assim... Zed tem a vantagem, tem maiores números e seguidores que temem ele.", dizia, remexendo a comida no prato. "O Dojo das Trevas não é tão longe daqui... Mas mandar batedores é suicídio. Eles devem esperar por algo assim.", concluía, mas quase não parecia falar para eles, mas sim para o ar.


@thalisontrm @Nelseta @Berenaldojr @Cukito @Kaimon @VictorZechs

QUOTE
Rapazes, eu só tenho que pedir desculpas por me atrasar tanto para a postagem. O feriado foi estranho para mim e também tinha o Mini-Evento para tentar participar. Mas, vamos voltar a ativa de vez.

Berenaldo, eu agi como se você tivesse ido falar com Maxhio, considerando que Saturnz tenta ser pouco sociável e o barbudo é o dono do lugar.

Arak, uma imagem de referência para o desenho que você passou para todos. Os círculos vermelhos são onde as bombas de pólvora estão, elas foram colocadas de uma maneira que a explosão fará o túnel ser subterrado, enquanto o Porto ainda tem a saída para o mar, prendendo quem estiver na caverna e bloqueando a entrada para o Porto.

Qualquer dúvidas, meu PM está sempre aberto.
mp
^
thalisontrm
 Posted: Oct 16 2017, 07:22 PM
citar


thalisontrm




106 posts

Ficha

thalisontrm is Offline

Avaliador




Rag analisou o mapa por alguns minutos. Ele tinha um plano em mente, mas precisava de ajuda. Rag arranca o mapa de onde estava, mas com cuidado para não danificar, então volta para o pier e começa a pensar em um plano mal percebendo que havia chegado a hora de comer.

Enquanto comiam, Maxhio fala sobre uma investida no Dojo, mas logo desiste da ideia. Então ele aproveita o momento para dizer seus planos.

- Pessoal, venham aqui um instante, preciso conversar com todos -

Rag espera que todos se reúnam e continua estendendo o mapa ao redor de todos.

- Vejam, esse é o mapa da ilha, no momento estamos aqui, e esse é o Dojo das Trevas, o local onde provavelmente Zed está escondido, Maxhio está certo, precisamos investir, Arak também já havia comentado, mas eu preferi tentar do modo mais seguro, mas pelo visto não temos outra opção. - Rag mostra os locais no mapa enquanto falava, dá uma pequena pausa e continua em seguida.

- Cansei de fugir, não sou meio-rato.
Meu objetivo agora mudou um pouco, em vez de fugir e deixar Ouame nas mãos corruptas da marinha e a merce das atividades malignas de Zed, vamos dominar Ouame para nós, ela agora será nosso território, assim podemos livrar a ilha dessa corrupção, e protege-la de problemas futuros. Mas tem um detalhe, apesar de nossas intenções serem boas e querermos proteger a ilha, o governo não vai aceitar, então a partir do momento que reivindicarmos a ilha, mesmo que seja para protege-la, nós seremos Piratas.

Estão preparados para isso?
- Rag observa a todos e continua a falar

- Primeiro vamos precisar de toda ajuda possível. Tenho certeza que aqui em Ouame existem pessoas que tem motivos para se virar contra Zed. Kai, preciso de sua ajuda para ir até a cidade, encontrar essas pessoas e convence-las a aliar-se a nós, você conhece bem a cidade e pode até já saber de alguém, o Koda irá com você, explicar sobre o veneno pode motiva-los a nos ajudar. Mas eu quero saber, para proteger a cidade e as pessoas que vivem nela você aceita perder seu orgulho, se tornar um pirata e seguir com a gente? Depois de convence-los, fale que estamos no Dojo das Trevas, se não quer abandonar sua família, não siga com eles, se você entrar no Dojo, não vai ter mais volta.

Maxhio e Saturnz provavelmente vão querer ficar para proteger Porto e Navio.
Porco, não sei qual será sua decisão, mas sua ajuda será bem-vinda.

O resto de nós iremos investir até o Dojo, vamos chamar a atenção do que estiver lá fora e servir de isca para que Kai e Koda possam correr até a cidade em segurança.

Lembrem-se que pode haver emboscadas e armadilhas dos ninjas então cuidado.

Após derrotarmos Zed, chutaremos a bunda da marinha e sem marinha e Zed, podemos convencer o imperador a se aliar a nós. A aliança com os samurais vai depender de Kai e Koda, então, conto com vocês.
- Rag respira aliviado depois de tanta conversa.

- Uffaa, acho que é isso. Como de costume, dúvidas ou sugestões? -


QUOTE
Aprimoramentos usados: Liderança, Controle de Multidões, Estrategista


@Muffin @Kaimon @VictorZechs @Cukito @Nelseta @Berenaldojr

This post has been edited by thalisontrm: Oct 16 2017, 07:47 PM
mp
^
1 User(s) are reading this topic (1 Guests and 0 Anonymous Users)
0 Members:

Pages: (3) 1 2 3 
responder
novo tópico
fazer enquete