versão 8.1

Pages: (4) 1 2 3 ... Last » ( Go to first unread post )
responder
novo tópico
fazer enquete

 [x] Capitulo 1 - O Rei do Norte?
winthor
 Posted: Jun 9 2017, 01:57 AM
citar


winthor




110 posts

Ficha

winthor is Offline

Estagiário




[x] Capitulo 1 - O Rei do Norte?

-Yaahhuuuu! Sem aquele chato posso fazer o que quiser, shishishi, gostaria de saber o que ele foi fazer, disse que poderia demorar muito, ahh, aposto que aquele maldito foi encher a cara com sake, tsc, ele que faça como quiser, shishishi, espero que me traga algo HaHa. Chega de pensar nele, é melhor aproveitar em quanto posso! O velho Evans viajava as vezes e Bart já estava acostumado com isso, porem nunca falou que demoraria, ficava no máximo 3 ou 4 dias, apesar de quase nunca demonstrar, Bart gostava muito de seu avô, pois só conhecia ele como família, algo além disso ficava só em historias, de como sua mãe e seu pai eram, de como eram apaixonados, que sua mãe era linda e essas coias. O garoto não gostava de ficar pensando em seus pais, já acreditava que nunca os veria, até mesmo que estivessem mortos, então nunca fantasiou nada com eles.

A busca por algo a mais poderia durar a vida toda, e quando se trata de poder sabemos que Bart não espera, não queria esperar a vida toda para ser poderoso, queria progredir, de forma rápida, sabia que seria impossível que as coisas acontecessem do dia para noite, mas buscaria meios de acelerar o processo. Nunca tinha parado para pensar como conseguiria os poderes necessários para atingir seus objetivos, mas de uma coisa sabia, ser Rei era uma coisa que ele queria muito, o simples fato de estar acima dos outros e ser figura de poder absoluto de um local, era algo inimaginável, seus olhos chegavam a brilhar só de pensar. -Hm... Como posso chegar lá? Pensava coçando a cabeça, apos um tempo, sua cabeça até saiu fumaça, de tanto pensar. -Ah! Não posso tomar o reino a força, não tenho poder para isso... E isso não seria legitimo também... Gostaria de saber se aquela maldita lenda é mesmo verdade, tsc aquele velhote nunca me falou nada, quem poderia saber isso? Ah! Droga, vou andar por ai pra ver se consigo pensar em algo.

Saiu meio sem direção, com seus pensamentos a mil, estava mais perdido em seus pensamentos que cego em tiroteio, nunca foi muito bom em analisar a situação, mas tinha o que era necessário pra descobrir pelo menos alguma coisa, ou não haha, sem saber ele ia seguindo rumo a cidade, podia até já estar nela, pois estava tão fundo em seus pensamentos que não reparou em tudo.



OFF :A foto do personagem é sem katana/espada, não tive tempo para editar a img
Objetivos: Ser Rei, aprender o Rokushiki, e ser fodão haha



This post has been edited by winthor: Jun 9 2017, 07:48 AM
mp
^
JtB'
 Posted: Jun 15 2017, 11:57 AM
citar


JtB'




112 posts

Ficha

JtB' is Offline

Inativo




Capítulo 1: O rei do norte?
Rumo a conquista!

A sensação de liberdade tomava Winthor com muita energia e disposição. O garoto era muito ativo e todos aqueles dias longe de seu avô precisavam ser aproveitados. No entanto, sua criatividade era testada na hora de pensar em como curtir o dia. No fundo o velhote já começava a fazer falta e pintava a interrogação na cabeça azulada do garoto sobre o que ele estaria fazendo agora. Essa carga de pensamentos só aumentava, ele relembrava suas conversas com o avô até novamente cair no velho conto do sangue real dos Evans. Sua mente vagava em possibilidades e sem perceber suas pernas o levavam para um passeio. O garoto volta a si quando percebe que já alcançou a cidade enquanto perdido em seus devaneios. Na verdade, essa vontade de se aventurar o levou para onde seu avô muito o desencorajou a ir sozinho, pois é justamente quando ninguém tá vendo que tendemos a fazer o que não devíamos. Quanto ao motivo dos alertas de seu avô, isso ele já não sabia o porquê. Como em qualquer cidade, muitas pessoas caminhavam pelas ruas de Salamand, ocupadas com suas atividades pessoais. Winthor já não era mais acostumado com toda aquela movimentação, pois onde morava atualmente com seu avô era um lugar muito pacato, escolhido propositalmente com esse fim. O jovem, que não sabia andar pela cidade, perambulava sem saber seu destino, apenas curioso por uma coisa ou outra e cada vez mais indo à fundo. Como se estivesse dentro de uma tenda colossal, a iluminação era pouca mesmo de dia, sendo iluminada pelo sol em pouquíssimos pontos onde a cobertura falhava ou possuía uma janela com o devido intuito. A iluminação principal eram as várias tochas de fogo “infinito”, pois nunca eram apagadas por ninguém. Aquele grandioso número de tochas gerava uma iluminação avermelhada naquele imenso teto que servia de proteção ao não-mais-ameaçador vulcão Magnon. Era lindo de se ver e Winthor ficava realmente impressionado, mesmo já tendo vivido ali mais novo. E foi enquanto observava esses detalhes que não percebeu a aproximação de um grupo de garotos maltrapilhos, com olhares maldosos, cercando o jovem Evans. [Garoto mais alto]: - Cadê teu pai e tua mãe? Tá perdidinho? [Garoto mais gordo]: - Nunca vi mais feio nessa banda da cidade… [Garoto mais forte]: - O que será que ele tem nos bolsos? A malícia daqueles garotos eram claras para Winthor. As ameaças aconteciam e Winthor sentia que os garotos tentavam intimidá-lo. Lembrava de seu avô dizendo que deveria evitar se envolver em confusão desnecessária, mas aquela confusão não parecia tão desnecessária assim para Winthor. A excitação o deixou deveras empolgado.






mp
^
winthor
 Posted: Jun 15 2017, 07:01 PM
citar


winthor




110 posts

Ficha

winthor is Offline

Estagiário




[x] Capitulo 1 - O Rei do Norte?

Perdido em seus pensamentos o garoto andou bastante, seu corpo estava presente, mas sua mente fazia varias viagens, incrível como ele não bateu de cara com nada, nem mesmo ninguém, seria bem sua cara fazer esse tipo de coisa, a distração criada por sua imaginação era uma coisa bastante incrível, era como se sua mente criasse outra dimensão e ele ficasse perdido, sem ver ou perceber qualquer outra coisa. Quando parou para olhar onde estava, percebeu que o lugar era mal iluminado, com algumas tochas, provavelmente uma lona. "Um circo?" Leigo engano, pensou estar em um circo. "Não sabia que havia circo na cidade." Parecia estar sozinho, como poderia ter um circo abandonado? Quando seus olhos se acostumaram com o local pode perceber com clareza. "O grande Magnon!"

Não sabia como poderia ter chegado ao grande Magnon, que era o vulcão antigo que tomava conta de grande parte da ilha, ele estava inativo a uns 100 anos, e praticamente toda a cidade ficava em sua volta, não temiam o perigo dele mais. Estava impressionado como uma coisa tão destruidora podia ser tão lindo, na verdade sabia. "Ha! O poder é mesmo lindo." Ainda analisava o local para saber onde realmente era aquilo, sentiu, uma vontade grande de desbravar aquele local, afinal, não era sempre que podia ir ali, o velhote morreria só de saber que ele passou perto dali.

-Mas como... Antes que pudesse terminar qualquer frase apareceram alguns garotos, de certa forma cercaram Bart e ele nem percebeu quando isso aconteceu, tinha que dosar melhor essas "viagens" que fazia em sua mente. -Hmmm... O tom dos garotos era intimidador, provavelmente queria alguma coisa de Bart. "Evitar confusão é? huf." Encarou os garotos, havia um maior que os outros, um que era gordo e um que aparentava mais músculos que o restante. -Acredito que nada que seja da sua conta! Desdenhou soltando um leve sorriso no canto da boca. -Mas, se quiser mesmo saber, por que não tenta? Ha. Falava com um grande sorriso no rosto.



OFF : O nome do personagem é Bartolomeu Evans - Bart, Winthor é meu nick kk
Objetivos: Ser Rei, aprender o Rokushiki, e ser fodão haha



This post has been edited by winthor: Jun 16 2017, 07:59 AM
mp
^
JtB'
 Posted: Jun 20 2017, 12:24 PM
citar


JtB'




112 posts

Ficha

JtB' is Offline

Inativo




Capítulo 1: O rei do norte?
Arrumando briga!

Claramente aquela situação era do gosto de Bart. Este não desperdiçava a oportunidade de comprar a confusão ofertada, ignorando qualquer conselho que parecia bobagem vindos de seu avô, afinal, um pouco de diversão não faz mal a ninguém. No entanto Bart não toma a iniciativa, caso alguém perguntasse quem começou, ele não precisaria mentir. Deixava apenas sua provocação acima da provocação daqueles outros, que por mais que fossem bem maiores que ele, em nenhum momento pareceram mais poderosos. [O mais gordo]: - Ei, Udyr! Esse otário tá querendo fazer a gente de otário! [Udyr, o mais forte]: - Eu tô percebendo isso, Dongo… acho que vou precisar dar uma lição nesse metido a merda. [O mais alto]: - Ei caras, será que não vai dar merda isso? Aqui no meio da cidade? Vamos levar ele pra… [Dongo]: - Cala boca, Earl! Antes que eu mesmo vá aí te calar! [Earl]: - Err… foi mal! [Udyr]: - Calem-se os dois! Estão tirando meu momento. Apenas assistam e aprendam. E dito isso, Udyr avança contra Bart de maneira agressiva, com punhos levantados prontos para estourar a cara do garoto de cabelo azul. [Udyr]: - Vai se arrepender de ter falado assim com a gente! Vou deixar sua cara azul igual seu cabelo! Bart mal se lembra se já havia testado seu poder de combate com outros além de seu avô. A questão é que já sonhava com aquilo a tempos, o dia que poderia calcular sua força contra outra pessoa! Ele estava louco por aquilo e aqueles caras nem sabiam disso...

​ Off: Curtinho pra não te deixar sem. @winthor

mp
^
winthor
 Posted: Jun 20 2017, 10:03 PM
citar


winthor




110 posts

Ficha

winthor is Offline

Estagiário




[x] Capitulo 1 - O Rei do Norte?

O local tinha um clima de tensão, ou talvez não, talvez, todos ali queriam aquilo, bem pelo menos achavam isso, a situação poderia ser encarada como uma loucura, três contra um para qualquer pessoa é definida nisso, loucura! "Esse garoto deve ser lele da cuca, só pode" seriam o que alguns muitos diriam se estivessem ali, porem para se fazer um bolo é preciso quebrar alguns ossos, ops ovos. Bart ainda não havia tido a oportunidade de duelar, lutar ou apanhar de ninguém, a não ser seu avô e sabemos que poder não pode ser medido por lutas assim né, tem que haver outros oponentes, muitos outros, pois bem, ali ele enxergou a oportunidade perfeita para saber do seu nível, alem de se exercitar um pouco e causar um pouco de arruaça, que cá pra nos ele não vive sem. Parecia que entre os três um estava com medo de fazer aquilo naquele local, parecia não se sentir confortável. Aquele a quem foi atribuído o nome de Udyr parecia exercer certa liderança nos outros, logo Bart saberia se de forma correta ou não. O garoto sorria de desdem por debaixo do cachecol, faltava gargalhar da situação, mas ele ainda não havia chegado nesse estagio, e ao final de pequena discussão dos três estranhos parecia que não seria uma luta de desvantagem afinal, apenas Udyr iria lutar, bem, pelo menos era isso que parecia, esse que poucos segundos depois partia para cima do futuro Rei do Norte.

Ao perceber que a treta ai rolar de verdade Bart ficava em posição de combate, com a mão esquerda fechada e a direita apenas com os dedos dobrados, era a postura que ele havia aprendido com o seu avô e estava tão acostumado com ela que não achava tão feio quanto parecia, ou apenas incomum. -Huf... Veem pra cima seu merdinha! Provocava ainda mais. Uma coisa era certa, alguém ia apanhar bastante. Bart não se moveu ao ver que o "merdinha" realmente esta indo pra cima, firmou os pés no chão provavelmente para não escorregar e fazer cara de otário na frente da gangue dos três patetas, seu sangue fervia de excitação, seu coração pulsava, ele olhou fixamente para Udyr que avançava em sua direção, soltou um suspiro, flexionou as pernas, se concentrou ao máximo e sentiu sua forçar chegando, canalizou seus recursos e estava pronto para a luta, tudo isso em poucos segundos. Falou apenas uma coisa antes que Udyr chegasse até ele, mas não deu a entender se ele havia escutado ou não, pode ser que tenha sussurrado, ou pensado alto. -Tah na hora do pau! Com o braço esquerdo que estava com o punho fechado e apontava para o teto tentaria bloquear o possível ataque que viria, empurrando o membro utilizado para o ataque para esquerda, tentando abrir a guarda de seu oponente, se houvesse sucesso encaixaria logo em seguida o que seria um soco no meio do peito do rapaz, porem como dito com sua mão direita semi aberta, com os dedos dobrados, concentrou ao máximo para que o ataque fosse forte.

mp
^
JtB'
 Posted: Jun 22 2017, 08:38 AM
citar


JtB'




112 posts

Ficha

JtB' is Offline

Inativo




Capítulo 1: O rei do norte?
Primeiro oponente: Udyr

O garoto que pretendia ser rei precisava agora por em prática tudo que aprendeu com o avô. Claro que aprendeu também na prática suas técnicas de luta, e sabia bem o que estava fazendo quando se postava naquela pose nada tradicional, mas para si o velhote era o homem mais forte do mundo e nem tão cedo seria capaz de se equiparar a ele. Bart aceitou aquela briga porque gostava da baderna, da algazarra, mas também porque teve a chance de testar sua capacidade com alguém que desconhecia seu potencial, e ele desconhecia o do outro também. Seria para ele o início de uma lição que ele aprenderia de forma inconsciente: analisar a capacidade combativa de seu adversário. Aqueles três não pareciam ser muito mais velhos que o garoto de cabelo azul. Todos jovens, porém Dongo parecia ser mais velho. Udyr, que nesse momento já avançava contra Bart, aparentava ser o mais novo, porém seu condicionamento físico era como o de um atleta adulto. Indubitavelmente todos os três eram maiores que o garoto “forasteiro” e se houvesse realmente alguém o julgando louco por lutar contra 3, achavam-no mais louco ainda por lutar com 3 muito maiores que ele. Em nenhum momento o garoto temeu o combate, havia sido treinado para somente analisar a situação em busca de oportunidades que o guiassem à vitória e não cometer vacilos com besteiras que não fossem a seu favor. Mas Bart tinha sua personalidade forte e não conseguia deixar de debochar aqui ou ali, apesar disso nunca tê-lo atrapalhado. Ainda mais inflado pela zombaria contra si, Udyr alcança o jovem e como a posição de suas mãos já denunciavam, ele desfere um potente soco, porém um tanto impreciso. [Udyr]: - Eu vou lhe mostrar a selvageria do norte! Bart, como já havia previsto, bloqueia o soco, defletindo-o para abrir a guarda do oponente e, então, ele mesmo ataca-o com a dureza das dobras de seus dedos na altura de seu tórax. Udyr já preparava-se para um novo golpe quando recebe o ataque e desacelera completamente. A mão que havia sido defletido vai ao peitoral no exato ponto atingido, como se a dor que sentisse fosse bastante para tal reação. Mas antes que estivesse completamente curvado de dor, ergue-se de súbito com uma profunda respiração e, literalmente, arremessa todo peso de seu corpo numa investida furiosa com o ombro, já rodando a mão num rotação inversa para tentar pegar o garoto numa sequência de golpes. Bart animou-se com seu golpe, pela reação de seu adversário, mais alguns daquele e ele já era. Também percebeu que era muito mais rápido, ficou orgulhoso de todo aquele treinamento com o avô lhe render bons frutos.






mp
^
winthor
 Posted: Jun 23 2017, 12:12 AM
citar


winthor




110 posts

Ficha

winthor is Offline

Estagiário




[x] Capitulo 1 - O Rei do Norte?

Bart conseguiu fazer o que havia imaginado, bem não do mesmo jeito, mas quase tudo. -Tsc, achei que um golpe bastaria. Desdenhou um pouco infeliz, não ficou tão contente em perceber que não estava tão forte quanto imaginava, mas percebeu que estava em dia com sua forma física, enquanto Udyr sentia o golpe efetuado por Bart, o futuro rei respirou fundo e mudou sua posição novamente, com sua perna direita pareceu desenhar uma meia lua no chão, dando a entender que era um ritual talvez, algo que fizesse entre uma postura e outra, esse movimento aumentou um pouco o espaço entre as pernas. Enquanto ele movimentava as pernas, seus braços também se moviam, saindo da postura inicial muito estranha, esticando o braço esquerdo que outrora estava flexionado e com a mão fechada, quando totalmente esticado ele abriu a mão de modo que a palma ficasse a vista do oponente, o braço direito continuava flexionado do mesmo modo, porem a mão que estava semi fechado dessa vez estava totalmente fechada, mostrando seu punho. -Espero que não tenha morrido HaHa, agora que ta ficando interessante! Provocava ainda mais, provavelmente se existisse um concurso de maiores provocadores, Bart ganharia.

Seus olhos estavam fixos em seu oponente, apesar de não ter ganho a luta com apenas um golpe ele pensou positivo, poderia reconhecer seus próprios limites com uma luta mais longa, sabendo o que ainda estava ruim. No chão Udyr se mexia de dor, um golpe no meio do peito faz algum estrago, devia estar sentido falta de ar, ou algo parecido, Bart não sabia ao certo, apenas olhava fixamente. O garoto no chão rapidamente levanta, o que causa uma certa surpresa em nosso azulzinho e já se projeta para o próximo ataque. Um encontrão com todo o peso do rapaz poderia ser mais difícil de bloquear e a postura que Bart estava era um pouco mais ofensiva para isso, seria isso um problema pra ele? Talvez, na verdade ele acreditava que seu oponente se levanta-se devagar, de certa forma, levantaria para cair de novo, pois Bart já estava planejando um golpe final, daqueles que fecham o caixão, para não levantar mais, leigo engano, existem muitas pessoas por ai, e suas reações são as mais variadas, ele tinha que estar preparado para todas.

Não se sabe se foi de forma voluntaria ou extinto ou apenas loucura mesmo, Bart ao ver seu oponente utilizar o corpo para atacar praticamente fez o mesmo, porem de forma diferente, se impulsionou com os pés e de forma meio estranha, talvez louca, ele se jogou contra o ataque, mas se jogou de cabeça, literalmente, mirando cabeça com cabeça, de forma que o topo da sua acertasse o rosto do outro, se acertasse, provavelmente seria nocaute, bem, pelo menos era isso que ele acreditava, isso se levar em consideração que ocorra como ele esperava, ao final para não cair de cara no chão e fazer papel de bobo, usaria o corpo para rolar, em uma cambalhota para tomar uma certa distancia e também amortecer a queda, se tivesse sucesso, não teria que se preocupar com os ataques posteriores, isso seria bom, mas se não só deus sabe.

mp
^
JtB'
 Posted: Jun 26 2017, 08:06 PM
citar


JtB'




112 posts

Ficha

JtB' is Offline

Inativo




Capítulo 1: O rei do norte?
A primeira Queda

Os dois que estavam fora de luta se entreolharam espantados quando perceberam que o primeiro golpe de seu amigo foi interrompido por um contra-ataque que o atordoou por uns instantes. Pela cara que fizeram, aquilo não era muito comum de se ver: [Dongo]: - O que está fazendo, Udyr? Pare com essas palhaçadas e acabe com isso sem demora! [Earl]: - É, a gente nem devia estar aqui! Vamos logo embora… - Porém o musculoso Udyr mal se recuperava e avançara contra Bart, como dito antes, ignorando seus aliados. Bart, por sua vez, estava bastante surpreso com a resistência do homem. Estava em dúvida se esse tempo todo havia superestimado suas capacidades ou subestimado as de seu adversário, mas de qualquer forma tentaria que seu próximo ataque fosse definitivo. Sua pose de batalha se ajustou para uma diferente, porém ao visualizar a maneira selvagem que seu inimigo avançava contra si percebia que manter aquela postura talvez fosse ineficaz. Aposta, então, novamente num contra-ataque, e da forma mais peculiar e imprevisível possível, usando todo impulso de seus pés, o jovem metido a rei investe com uma cabeçada contra seu adversário. A cena a seguir deixou de parecer uma luta e ficou muito próximo do que parecia uma partida de rugby: ambos lançando o peso de seus corpos um contra o outro, e como resultado ambos rodando no ar rumo ao chão. Sim, ambos foram ao chão, sem noção de equilíbrio devido a quantidade de vezes que rodaram no ar. Bart conseguiu acertar seu oponente, mas não como previa. O homem aparentou ser mais alto do que havia mirado e com isso acabou acertar um pouco abaixo do ombro do rapaz, que já estava posicionado à frente para proteger o restante do corpo. Porém Udyr não imaginava que o golpe recebido seria tão forte como aconteceu. Não fazia sentido algum para ele que um garoto daquele tamanho fosse capaz de causar tanto impacto com uma cabeçada. O resultado de tal golpe fez seu braço deslocar completamente de lugar, e quando este voltou a si, ainda no chão, seu braço estava numa posição absurdamente estranha. [Udyr]: - AAAAAAAAAAAH! MAS QUE PORRA?! OLHA SÓ O MEU BRAÇO!! O QUE VOCÊS ESTÃO FAZENDO AÍ PARADOS, ME AJUDEM!!! [Earl]: - Não foi por falta de aviso, mas vocês nunca me escutam… - E assim Earl partiu em direção a Udyr com intuito de ajudá-lo. Dongo, ao que se podia notar, ignorou os pedidos de ajuda do amigo. Em sua feição, apenas expressões furiosas, enquanto bufava e veias saltavam de sua testa. [Dongo]: - Você tá pedindo muito por isso… eu não sei o que deu em você, mas você só pode ser maluco de mexer com a gente. Você vai ter tudo que merece, seu otário! EU VOU TE DAR O QUE VOCÊ MERECE! - E sem esperar que Bart se levantasse, disparava contra ele numa investida nada devagar, ao que se imaginaria de alguém tão gordo. A cabeça azul do garoto ainda rodava levemente, consequência do seu golpe maluco. Ele ainda estava no chão mas podia perceber o peso pesado se aproximando perigosamente. Parece que aqueles caras não se gabavam à toa, cada vez pareciam mais problemáticos, e Bart cada vez mais em problemas.

Off: Pra te deixar ciente da maneira com que julgo as coisas, levo em consideração a forma com que distribuiu sua ficha. Seu personagem basicamente tem muita força e é bastante veloz, porém sua precisão é muito pouca, assim como sua resistência. Use seus melhores atributos a seu favor para se dar bem, e te sugiro a tentar balancear o restante com os níveis seguintes. ;* Para os oponentes, também criei uma breve distribuição de atributos. Tente percebê-las pela forma com que os descrevo. É claro que muitas vezes haverão cascas de banana, e é aí que mora o desafio! @winthor



This post has been edited by JtB': Jun 26 2017, 08:07 PM
mp
^
winthor
 Posted: Jun 26 2017, 11:12 PM
citar


winthor




110 posts

Ficha

winthor is Offline

Estagiário




[x] Capitulo 1 - O Rei do Norte?

De forma muito louca, o golpe do azulzinho funcionou, não como esperava, mas, acertou e bem forte alias, Bart ficou zonzo na hora, mas também, quem é que da cabeçadas por ai? Tsc, isso era pra aprender. Seu vô dizia que ele era cabeça dura, mas não deveria ter levado ao pé da letra. A zonzeira não o deixou perceber que havia deslocado o braço de Udyr, na verdade tudo girava, ele chegou a delirar...

[...] -Mika-Chan é você mesmo? Ohhh Mikaaaa-channnn, que saudade de você! Por que demorou tanto?[...]

Mika? Are? Só havia homens ali, o que estava passando na cabeça do nosso herói? Provavelmente ele não usaria a cabeça pra fazer essas coisas mais, ou talvez usasse, não era bom de memoria, e logo logo poderia esquecer que se fudeu, ops, se deu mal, alias cabeça dura é isso né. Ainda estava zonzo quando ouviu seu oponente gritar. -Tetete... quanto barulho. Sussurrou tentando retornar a normalidade, passando a mão em sua cabeça no local que havia atingido o oponente ele sentia o galo entre os cabelos, aquilo incomodava. Odiava ficar fora de si, zonzo, ou esse tipo de coisa, não poder controlar seus movimentos era uma coisa que o deixava aterrorizado, um pouco sem motivo, mas ele acreditava que um rei que é rei não pode ficar fora de si, muito menos ser controlado por outra pessoa.

Parece que o gordinho resolveu entrar na luta e já partia com tudo pra cima de Bart. -Huf, sabia que não ficariam só olhando... Todos os quatro. Falava enquanto enxergava meio zonzo. Mas quatro? Talvez estivesse vendo algum deles dobrado, ou considerava o gordão duas pessoas? Enfim, dentro de alguns segundos poderia ser esmagado pelo tal do Dongo e se não pensasse rápido estaria em serio problemas, tudo isso por agir impulsivamente, não que isso fosse problema, mas dentro de poucos segundos poderia ser.

O tico e teco da sua cabeça trabalharam a milhão, quase saiu fumaça, até porque, eles também estavam zonzos, não teria tempo de se aprontar para um contra ataque, ou para bloqueio, tentava ficar normal novamente, zonzeira era uma coisa ruim, pois ele nem havia levantado ainda, estava no chão, o jeito que estava no chão seria cômico se não fosse trágico. O chão tremia com a chegada do peso pesado, se tivesse pedrinhas no chão aposto que elas pulariam. A medida que o garoto ia se aproximando o olho de Bart ia ficando menor, quase não dava pra ver que era azul, estava em perigo, era melhor agir rápido.

Vendo todo aquele volume se aproximando, ainda no chão não teria tempo para contra atacar, decidiu uma esquiva, rolou para o lado tentando ficar em um jeito favorável para faze-la, assim que estivesse de barriga para o chão, apoiaria as mão e os pés no terreno e tentaria um impulso, para criar certa distancia, aproveitando a parede ainda no ar, utilizaria os dois pés para se impulsionar e distanciar ainda mais, sabia um pouco de Le Parkour devido aos terrenos ruins próximo a sua casa, e isso poderia vir a calhar.

Assim que tocasse o chão com uma boa distancia adquerida tentaria algo que não havia mostrado ainda, não tinha agido proativamente com Udyr, só contra-atacava, dessa vez ele tomaria a iniciativa, com os pés no chão partiria em velocidade pra cima do gordão. -LARIAT! Com o braço direito semi flexionado tentaria acertar com a parte interior do braço, usando o local onde fica a dobra do cotovelo, mirando o pescoço carnudo do garoto.



OFF: Sim, a ficha foi distribuída de forma que fosse a cara do personagem, as vezes ele vai fazer coisas que não tem nada haver com a ficha dele, porque ele é mongol. E sim, será balanceada a medida que o personagem amadurecer xD
OFF²: LARIAT

mp
^
JtB'
 Posted: Jul 4 2017, 09:16 PM
citar


JtB'




112 posts

Ficha

JtB' is Offline

Inativo




Capítulo 1: O rei do norte?
Peso Pesado

Cada vez mais o embate com aqueles três se tornava um trabalho árduo e perigoso para Bart. A luta contra Udyr teve fim mas o deixou em apuros, com a cabeça em rodeios e quase sem reação pra o que vinha a seguir. Dongo estava furioso pelo que aconteceu e expressava isso numa investida. Por sorte o azulzinho recobrou completamente seus sentidos, rolou o corpo no chão e conseguiu se impulsionar pra frente com bastante força. Para adquirir ainda mais mobilidade, Bart usou sua experiência de parkourzeiro e deu uma segunda impulsão na parede paralela, mas ao tocar o chão percebe que o gordão manteve o foco nele e ainda o perseguia com demasiada velocidade. Ao fundo, Udyr ainda gritava, cada vez mais intensamente e Bartolomeu não entendia o real motivo. A questão é que sua preocupação estava toda voltada na aproximação de Dongo. Cansado de assumir postura defensiva até então, resolve tentar tomar controle da luta atacando seu robusto oponente. A distância entre ambos não era tanta como imaginou que fosse, mas nos poucos metros que ainda sobravam ele disparou focando o pescoço de seu oponente. Eles corriam em direção ao outro com intenções violentas, era visível que algum ou ambos sairiam com complicações. Momentos antes do impacto, Dongo arremessa seu corpo.pesado, com a barriga projetada pra frente, contra o jovem rei. Porém Bart foi capaz de perceber sua intenção é seu corpo parecia responder por si só, saltando ainda mais alto que o gordo o que o permitiu fugir do alcance da barriga e seu Lariat acertar o pescoço inimigo em cheio. Não só isso bastasse, ele concluiu seu Lariat enquanto seu corpo caia, aproveita do a gravidade e seu movimento descendente e projetando as costas da cabeça de Dongo contra o chão. O baque foi abafado, mas ainda assim, alto. O garoto se erguia-se de sua posição final após o golpe, porém Dongo não movia um dedo. Parecia que quando a situação se mostrava difícil, as capacidades de Bart para superá-la vinham á tona. Logo ele seria capaz de provar essa teoria, pois mais a frente, ao perceber o 2º amigo caído, Earl começava a ignorar os rugidos de Udyr, mantendo-se em pé imóvel ao lado do companheiro agonizante, com uma expressão vazia e séria. Sua mão vai vagarosamente à cintura, mas ele não se moveu mais que isso.





mp
^
winthor
 Posted: Jul 5 2017, 09:46 AM
citar


winthor




110 posts

Ficha

winthor is Offline

Estagiário




[x] Capitulo 1 - O Rei do Norte?

Ao acertar o golpe Bart solta um largo sorriso, quase insano, passa o ante braço direito na testa e solta um suspiro. -Huf! Esse era pesado. Resmunga consigo. Começa a bater a mão em sua calça tirando o pouco de poeira que ali poderia estar. O garoto dá outro largo sorriso. -Háha, esse eu derrubei com um golpe só. Cospe para o outro lado ao falar. -Dois já foram. Finalmente olhava para o rapaz que faltava, com o sorriso no rosto ficava encarando, talvez esperando ele esboçar alguma reação, até então ele parecia o mais medroso. Havia certo silêncio no local, isso se excluísse Udyr, que provavelmente ainda sentia dores no braço, Dongo dormia com os reis dos mares e Earl estava em silêncio. Uma expressão estranha dominava o rosto desse último, estava mais sério, porém estava indiferente, vazia, algo realmente muito estranho.

-Are are!? Huf... Bartolomeu olhava para o rapaz e coçava a cabeça, meio constrangido, sem jeito. -Não precisamos fazer isso. Explicava ainda coçando a cabeça. -Vocês podem ser uteis, basta seguir o que eu mandar. Hm... Uma proposta? Por que? Pra que? O que esse azulzinho estava tramando? Queria amigos? Mas logo esses? Acho que não, poderia ter orquestrado algum plano, alguma coisa, enquanto estava andando antes de entrar nesse embate, pode ter só adaptado a seus oponentes, ou algo assim poderia ter sido pensado, digo, não a luta em si, mas a utilização de pessoas, talvez para concluir alguma etapa de seu objetivo, mas o que 3 pivetes maltrapilhos e metido a gangsters poderiam ajudar? Talvez o desenrolar desse convite poderia acontecer se Earl aceitasse, ou não, não se sabe o que o futuro rei estava tramando.

Bart parou de coçar a cabeça e olhava fixamente para Earl, sorria com certo desdem, talvez esperava que o altinho respondesse, mas isso não estava totalmente certo, a qualquer momento ele poderia recusar e tentar fazer algo para vingar seus amigos, não que eles tenham morrido, mas digamos que foi vergonhoso, para eles é claro. Bart viu a mão de seu oponente ir até a cintura em câmera lenta, não esboçou nenhuma outra reação. -Uma faca? Sussurrou de forma inconsciente. Olhava para seu oponente e não conseguia fazer uma leitura, provavelmente ele estava puto com nosso herói. Provavelmente não teria uma resposta, talvez tivesse que ter feito antes, mas não teve tempo para isso, estava indeciso, deveria ir pra cima, ou esperar alguma resposta, mesmo que negativo? Se esperasse e fosse um não seria ruim, mas nada de inesperado, quem aceita algo de alguém que acabou de “fuder” seus amigos? Decidiu esperar e ver o que o magrelo responderia, mesmo que com o corpo.

mp
^
Redenblack D. Ryan
 Posted: Jul 12 2017, 09:41 AM
citar


Redenblack D. Ryan




546 posts

Ficha

Redenblack D. Ryan is Offline

Narrador





O Rei do Norte?
Nunca Aprendem!

O
nosso herói já tinha colocado dois dos seus oponentes fora do combate: o mais musculado, Udyr, rolava de um lado para o outro do chão, com um braço deslocado, em meio a gritos e gemidos de dor; o gorducho, Dongo, jazia no chão, desacordado e de braços abertos, completamente vendo as estrelas.

Quem acabava sobrando era o mais alto e magrela, Earl, e que, até aquele momento, se demostrava o mais covarde daquela gangue. Entretanto, sua postura aparentava começar a mudar, ficando mais sério, até mesmo abandonando seu amigo em sofrimento, buscando algo na altura de sua cintura.

Por mais estranho que parecesse, até mesmo pela própria pessoa, Bart acabou propondo para Earl para que não continuassem mais aquele inútil embate e que ele e os seus companheiros os seguissem, coo primeiro passo para a sua "tomada de poder" e para concretizar algum desconhecido pano que o futuro rei poderia estar orquestrando e que até então estava completamente desconhecido.

O jovem se mostrou surpreso, arregalou os olhos e ficou por alguns segundos em silêncio, meio que processando tudo aquilo em sua mente. Como que voltando a si de repente, ainda meio incrédulo e surpreso com todo aquilo, quase meio que sem graça, respondeu para a proposta do jovem Evans de cabelos azuis.

Earl

[Earl] - Fazer o quê? Você derrotou o Udyr e o Dongo. Não há como derrotar você!

Ele caminhava lentamente em direção de Bartolomeu, mostrando em seu semblante que estava totalmente resignado e submisso, não vendo mais alguma alternativa. Ou isso era o que ele queria deixar transparecer!

De repente, retirou de sua cintura uma faca, tal como o nosso jovem herói havia já imaginado, que tinha escondido na parte interior de sua calça maltrapilha e correu na direção do garoto de cabelos azulados, segurando a arma com ambas as mãos e procurando executar uma estocada, esfaquear o peito do garoto. Ele se mostrava decidido, sério e firme, mas por detrás daquele seu olhar e cara de durão, algo que era difícil de imaginar nele pela imagem que deixara desde o inicio, poderia-se deduzir que era como se fosse movido pelo desespero. Ou, ao menos, era isso que a sua sucessiva fala, enquanto corria, dava a perceber.

Earl

[Earl] - Achou mesmo que nos juntaríamos a você? Se voltarmos pra "base" de mãos vazias e derrotados, aquele pivete vai acabar connosco de vez!

Até mesmo o último dos jovens delinquentes estava decidido a enfrentar o nosso protagonista. Como Bart reagiria? Seria realmente esse Earl o mais fraco dos três?



Spoiler
user posted image

Off: Esse é o meu inicio de sua aventura. É bom saber que, ao ser pego por mim... "as portas do inferno se abriram" mwuahsuahsuhaushuah. Brincadeiras a parte, costumo "torturar" os players nas aventuras, aproveitando de cada brecha que deixam escapar, apenas em prol do melhoramento e aprimoramento deles. E tranquilo, não mato players, a menos que sejam realmente ruins xD Deixarei, em baixo, as minhas regras que valem para todos meus players:

• Dê uma olhada para o meu quadro de narradorAqui sobre minhas regras gerais e minha disponibilidade;

•Dê o seu melhor nos post. Utilize bom senso, estratégia, estética, ortografia, bom português (evitando abreviações e coisas do gênero). Melhorarmos como players deve ser o nosso lema;

• Outra coisa importante é que tudo que vai usar em uma determinada ação/post (vantagens, estilos de combate, profissões, técnicas, etc.), coloque ao final do mesmo, em quote ou spoiler ( Como preferir ). Se não o fizer, as ações feitas, itens usados ou coisas do tipo, serão completamente desconsideradas/ignoradas;

• Explique bem como vai atacar o inimigo. Sem usar "e se" e também sem fazer cem mil ataques por turnos. Também não pode avaliar-se de informações que o seu person não possui (meta-game);

• Quero que saiba que, caso tenha uma duvida, sugestão ou/e crítica acerca da minha narração, em qualquer momento da missão, pode contatar-me via PM, Skype ou Facebook, como preferir. Gosto de saber o que errei para poder melhorar e também gosto de ser amigo dos meus players (não que isso ajudará na sua Xp final xD).

Desejo-te boa sorte e juízo. Divirta-se, Winthor! ^^

PS: No final de seu próximo post, deixe os seus objetivos para essa aventura em especifico http://files.b1.jcink.com/html/emoticons/wink.gif

--------------------


mp
^
winthor
 Posted: Jul 12 2017, 12:09 PM
citar


winthor




110 posts

Ficha

winthor is Offline

Estagiário




[x] Capitulo 1 - O Rei do Norte?

Depois de algum tempo em silêncio e mostrando algumas expressões que poderiam ser consideradas engraçadas Earl parece concordar com o que nosso protagonista propos. Lentamente o jovem caminha em direção de Bart, sua expressão corporal se mostrava submissa. -Huf… Lacaios. Sussurrava, acreditava que já estava na sua, que lhe obedeceriam, bem, pelo menos por um tempo. Mas por que tinha colocado a mão na cintura? Respeito? Talvez sim talvez não, Bart não sabia, e apesar de imaginar que seria uma faca ao ver o rapaz “derrotado” ele relaxou.

O magrelo acelerou e realmente tirou uma faca. -Merda! A mudança repentina de atitude surpreendeu o azulzinho, e digamos que não foi por falta de aviso, seu avô sempre dizia, “Nunca abaixe sua guarda”, se tivesse escutado não correria perigo agora, jovem ingênuo.

-SEU MERDINHA! Rangia os dentes, seus olhos estavam bem abertos, talvez até arregalados, a íris estava um tanto quanto pequena, quase não dava para perceber que era azul. O rapaz estava desesperado, poderia ter problemas por não voltar com alguma coisa, Evans não teve tempo nem pra prestar atenção no que ele falava, em sua mente as engrenagens movimentavam a mil para conseguir escapar com vida daquele golpe, porém estava sem tempo, foi um golpe súbito, o que nosso heroi faria?

“Droga, droga, o que eu faço? O QUE EU FAÇO? AHHHH, ODEIO FACASSS.” Seus pensamentos ecoavam, faltavam explodir a cabeça para tornarem tangíveis. Aquela indecisão poderia ser fatal. “Esquiva”, mas porque esquiva? Estava tentando se manter longe da faca? Seu olho agora parecia um pequeno ponto preto. Ao que parece aquela faca seria um problema, alias qualquer outra coisa que não seja os punhos é um problema para utilizadores de artes marciais, bem pelo menos para os “novatos” ou mais inexperientes.

A faca se aproximava e os dentes de Bart serravam ainda mais, estava tenso, tentou fazer um movimento improvisado, mudando o eixo do corpo, movimentando a perna esquerda em 180 graus, um semicírculo, para trás e para a direito, o que faria ele ficar de perfil, ele curvaria o corpo ao máximo para escapar daquele golpe.



Spoiler

Obs: Imagem meramente ilustrativa do movimento

Well, sem problema, se eu fizer algo errado me avisa.

Objetivos da aventura: Descobrir se a lenda dos EVans é verdadeira, o que particularmente eu queria que fosse, SER REI HAHAHAHA

PS: Tem como desabilitar a sua ass quando postar pra min?



mp
^
Redenblack D. Ryan
 Posted: Jul 19 2017, 06:14 AM
citar


Redenblack D. Ryan




546 posts

Ficha

Redenblack D. Ryan is Offline

Narrador





O Rei do Norte?
Desespero!

C
om a inicial postura submissa do Earl, Bart deixava sua guarda aberta, se esquecendo momentaneamente dos ensinamentos de seu avô, sendo que agora se encontrava sob ataque de um desesperado delinquente que tentava de tudo para vencer e não ter de voltar de mãos vazias.

O jovem aspirante a rei, naquele momento se encontrava como que num branco mental. Não sabia exatamente o que fazer e como lidar com a faca, a arma de seu oponente. No entanto, o corpo de Evans acabou reagindo e, movendo a perna esquerda, como base, a 180º, girou o corpo conseguindo evitar o ataque e fazendo seu oponente correr ao seu lado, sentindo o vento rasgar com a velocidade e impeto com a qual fora na sua direção.

Após dar uns três passos depois de ter falhado em seu ataque e passado pelo garoto de cabelos azuis, Earl se virava novamente para o nosso protagonista, recuperando o balanço e parando a corrida. Por uns momentos suas mãos estavam tremendo, no entanto voltou a focar-se em seu oponente.

Earl

[Earl] - Por quê você não desiste? Entregue-me tudo que tiver que ficamos bem! -

Parecia que a tensão e desespero começavam a afetá-lo cada vez mais e, novamente, se lançava num ataque, dessa vez parando a poucos centímetros do Bart e tentando um corte horizontal com a faca, de esquerda para direita, na altura da jugular.

O que será que o deixava com tanto medo assim?



Off: Lembrando que você tem direito a dois ataques por turno, além de interpretar sua defesa/esquiva.
Quanto á ass., não se preocupe, ela aparece apenas em meu primeiro post de cada pagina.
mp
^
winthor
 Posted: Jul 19 2017, 10:48 AM
citar


winthor




110 posts

Ficha

winthor is Offline

Estagiário




[x] Capitulo 1 - O Rei do Norte?

-Desistir? Huf... Se eu desistir quem ira governar esse país? Quem mudara essa realidade de negligência? Se eu desistir nunca chegarei ao topo do mundo! Um largo sorriso aparecia no rosto de Bart. -Eu sou BARTOLOMEU EVANS! O homem que nasceu pra transcender os céus e ser o REI mais poderoso! Bradava apontando para si com o polegar.

Earl estava um tanto quanto trêmulo, parecia desesperado, tinha alguma coisa errada com isso, medo? Provavelmente, mas de que? Ou de quem? Talvez de quem fosse a pergunta mais assertiva, alguém devia estar por trás dessa pequena gangue. Evans observava toda aquela situação. -Tsc... Esse país está tão perdido em sua administração que não consegue enxergar seus problemas internos. Sussurrava. Se a lenda estivesse correta, a regente daquele país seria teoricamente sua prima, bem, mas bem distante mesmo, porém isso não mudava seu desdem com a situação atual.

Subitamente o oponente atacava novamente, parecia que isso aconteceria algumas vezes, até quem ter o que queria, ou até alguém não ter condições de lutar. O ataque dessa vez não era uma estocada. -Droga, porque tenho que lutar contra facas? Sua indignação contra objetos cortantes era palpável, mas nada na vida é fácil, para ser rei não se pode trilhar o caminho fácil.

O golpe na jugular seria problema se acertasse, Bart provavelmente estrebucharia no chão. Ao perceber a trajetória do ataque o azulzinho abaixou o mais rápido que pôde para desviar de forma eficaz, com as pernas flexionadas pelo agachamento impulsionaria para cima e com seu punho direito miraria um gancho no queixo de Earl. -Shoryuken!



Spoiler
Shoryuken

Ps: Imagem meramente ilustrativa e o golpe meramente narrativo, não tem bonus nenhum
mp
^
1 User(s) are reading this topic (1 Guests and 0 Anonymous Users)
0 Members:

Pages: (4) 1 2 3 ... Last »
responder
novo tópico
fazer enquete